Como evitar o desequilíbrio elétrico do veículo

A instalação de novos equipamentos elétricos exige cuidados especiais

Como evitar o desequilíbrio elétrico do veículo






Novos equipamentos para turbinar os veículos, sejam eles motocicletas ou automóveis, surgem a cada dia no mercado. Aparelhos de som potentes, diferentes tipos de faróis, dispositivos para carregar celulares e para conectar aparelhos de GPS são alguns exemplos. Por serem equipamentos elétricos, demandam energia, o que pode causar um desequilíbrio elétrico caso não seja feito um ajuste no veículo.

O coordenador de Assistência Técnica da marca de baterias Heliar, Adelmo Leite, oferece dicas de como evitar esse problema.

Consultar técnico eletricista

Adelmo Leite explica que cada veículo tem uma demanda de energia específica e, por isso, a bateria segue o padrão de capacidade que foi determinado pela montadora. Ao adicionar novos equipamentos elétricos e eletrônicos que não vieram de série, é possível que todo o sistema fique desequilibrado.

Para evitar que isso aconteça é preciso consultar um técnico eletricista para fazer as mudanças necessárias e, assim, não ter problemas com a bateria. Esse problema se dá quando há consumo maior do que a energia produzida pelo veículo. “O motorista, então, teria que fazer um redimensionamento do sistema, colocando um alternador com potência maior, ou então diminuir o número de equipamentos para poder balancear de novo o sistema”, orienta Leite.

Não usar equipamentos com o carro desligado

Alguns equipamentos, como os sistemas de som, DVD e o kit multimídia, quando instalados de forma incorreta, acabam funcionando mesmo com o carro desligado. O problema disso é que toda essa demanda energética recairá sobre a bateria. “Com isso, na hora de ligar o veículo poderá haver uma falha, já que toda a carga da bateria foi usada por esses dispositivos”, afirma o coordenador da Assistência Técnica da Heliar.

O correto é fazer a instalação utilizando o circuito elétrico pós chave do veículo, desta forma os equipamentos somente funcionarão com a chave de ignição acionada e com a permissão do condutor. Assim torna-se possível obter o melhor controle da descarga da bateria.

Evitar fugas de corrente elétrica

A fuga de corrente elétrica, com o veículo em repouso, também se mostra como um problema para o bom uso da bateria. Isso acontece quando algum componente elétrico continua consumindo energia após ao veículo ser desligado, o que acaba desperdiçando a carga da bateria. Um exemplo seria uma lâmpada interna que não desliga, uma frente destacável do aparelho de som que esteja mal conectada ou um sistema de alarme que demanda energia mesmo com o carro desligado.

Por isso, o coordenador da Assistência Técnica da Heliar destaca que é preciso checar sempre se não há nenhum equipamento consumindo energia constantemente. Um mecânico pode ajudar, caso o motorista perceba que há algo de errado com a parte elétrica do veículo.