KTM surpreende mercado e compra parte da Gas Gas

Há alguns anos a empresa austríaca iniciou negociações, de olho no mercado elétrico e nas motos de trial.

KTM surpreende mercado e compra parte da Gas Gas






Foi confirmado oficialmente que a KTM fechou uma parceria que lhe permitirá colocar os pés dentro da Gas Gas. Aliás, muito mais do que isso. 

Black Toro Capital é o fundo de investimentos que controla a TORROT, empresa esta que, por sua vez, salvou a Gas Gas da falência, alguns anos atrás. O fabricante espanhol finalmente parece ter encontrado o caminho para manter-se vivo. 

Nesta semana, o gurpo de investidores comandado por Ramón Betolaza, emitiu um comunicado oficial confirmando que foi criada uma Joint Venture com a KTM.

Ramón Betolaza, CEO do grupo Black Toro Capital"É um grande passo em frente no nosso projeto de consolidação da Gas Gas como líder mundial no mercado das motos de trial. Ele nos permite desenvolver uma nova fase de crescimento, incorporando novos modelos com tecnologia de ponta e tudo, com o melhor parceiro possível. A joint venture garante um futuro brilhante para nossa marca e para a planta de Girona " - Ramón Betolaza

 

HISTÓRICO

Não é de hoje que a KTM está de olho nas riquezas tecnológicas existentes em Girona, cidade catalã onde fica a fábrica da Gas Gas. Em 2015, quando surgiu a primeira notícia de interesse dos austríacos, os funcionários da Gas Gas chegaram a pendurar um manequim com roupas KTM, preso pelo pescoço, ao lado de fora da fábrica. Havia as inscrições em austríaco: "KTM: aqui não é a sua casa". Confira no vídeo a seguir.

'

 

MOTIVAÇÕES

Não é difícil imaginar que um dos principais interesses da KTM é adquirir o conhecimento genuíno que a Gas Gas tem para a fabricação das motos de trial. Isso até que não seria tão difícil para uma empresa que tem o poder de fogo da KTM e conta com um time de engenheiros de primeira linha. No entanto, ao agregar a nova marca, a KTM trará para si um interessante número de clientes, da mesma forma que fez com Husaberg e Husqvarna. 

Mas há uma cereja neste bolo, que são os produtos elétricos desenvolvidos pela Torrot. Todos estão na mira dos austríacos de Munderfing, que podem usar o novo momento de várias formas comerciais. Vale lembrar que a KTM tem um forte controle de investidores asiáticos, que buscam ampliar a atuação da empresa há anos. Estes investidores acreditam que os modelos Duke e Adventure da KTM ocuparão grande espaço a nível mundial. No entanto, o que se percebe ao lopngo dos anos é um forte crescimento das vendas off-road de KTM e Husqvarna, e uma vida não tão fácil no mercado on road. 

BICO FECHADO

As assessorias de KTM e Gas Gas não confirmaram a notícia, o que devem fazer nos próximos dias. Quem abriu o bico mesmo foi o grupo investidor, provavelmente buscando um valuation de suas operações.

Em breve teremos mais notícias, pois estaremos presentes na próxima edição do SALÃO DE MILÃO, no início de novembro. Mas fica a dúvida: a KTM vai fazer o mesmo que fez com a Husaberg, ou seja, eliminar a marca da Gas Gas? Ou fará no modelo que trabalhou a Husqvarna, colocando a marca como top de linha dos produtos de tecnologia? Teremos uma moto de trial KTM em breve? Ou talvez a Freeride Elétrica apareça reestilizada? São cenas dos próximos capítulos...