Super Bananalama bate o próprio recorde

Nada menos que 5031 motos inscritas e 60 mil pessoas no evento em 2019.

Super Bananalama bate o próprio recorde
Crédito Rodrigo Philips/Arsenal Eventos
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde
Super Bananalama bate o próprio recorde

"A preocupação é fazer o evento bem feito. Por isso a idéia de fazer o maior e melhor encontro de trilheiros do mundo!" enfatiza Eduardo Appel, organizador do Super Bananalama 2019 que rolou em Corupá (SC), entre os dias 04 à 07 de julho e registrou mais uma quebra de recorde de inscritos.

Muito mais que uma trilha, o Super Bananalama se consolida como um evento cheio de atrações e experiências que agradam todo o público nos 4 dias de evento. Os números finais confirmam isso. Nem a frente fria, que derrubou os termômetros, espantou os 5.031 participantes. Desses, foram 4.609 motos, 332 quadriciclos e 90 UTV's (espécie de buggy de alta performance). 

Banner 728x90

Os participantes fizeram do evento, mais uma vez, o maior, quebrando seu próprio recorde. Foram apaixonados por off road vindos de 18 estados brasileiros e 4 países (Argentina, Paraguai, Uruguai e Chile). Entre homens e mulheres, eles somaram 4.744 e elas, 287, o que representa 5%, mas o número cresce a cada edição.

Além das participações, outro número que chamou a atenção foi os R$ 200 mil reais em prêmios sorteados no último dia do Super Bananalama 2019. Os trilheiros concorreram a dez motos Honda CRF 250F e uma caminhonete Chevrolet Montana 0Km, sendo que um único ganhador, Weliton Battistel, de Três Barras do Paraná (PR), levou o carro com uma moto na caçamba recheada de equipamentos off-road.

As inscrições superaram todas as nossas expectativas desde as primeiras horas do processo, o que mostra a força do segmento off-road do país. Tivemos dias muito intensos de trabalho para garantir um evento de qualidade, repleto de atrações e experiências não só para os trilheiros, mas também para os amigos e família. Vamos continuar trabalhando muito mais para que o ano que vem seja ainda melhor”, destaca o organizador Eduardo Appel.

Bruno Crivilin, Gabriel Soares e Bárbara Neves, pilotos da equipe Honda Racing de Enduro, tiveram a experiência inédita de acelerar ao lado de outros tantos apaixonados pelo off-road com a CRF 250F, a moto oficial do Super Bananalama. 

"Eu nunca tinha andado em um trilhão e já comecei no maior do mundo. Foi uma sensação incrível e diferente, eu tiro o chapéu para o Super Bananalama”, disse o capixaba Bruno Crivilin. Atual campeão brasileiro de Enduro, ele compete com a motocicleta Honda CRF 250 RX e aprovou o modelo nacional CRF 250F. “A moto é forte e muito fácil de pilotar”, acrescentou.

Campeã latino-americana de Enduro, a goiana Bárbara Neves nunca irá esquecer a experiência. No total, 287 mulheres aceleraram no Super Bananalama.

 “Foi lindo de ver essa quantidade de gente, de lugares diferentes, todos unidos pela motocicleta e pelo amor ao esporte. Eu me diverti bastante e fiquei muito feliz de ver a quantidade de mulheres na trilha, fomos 5% do total de participantes. O número ainda é pequeno, mas cresce a cada ano. Quero estar novamente no Bananalama no ano que vem”, afirmou a piloto. 

Do motocross freestyle para a trilha – Outro que estreou na trilha do Super Bananalama foi o piloto de motocross freestyle Fred Kyrillos. 

Eu já tinha me apresentado antes, mas nunca havia feito a trilha. Foi irado! Eu não sabia o que esperar, já que há muito tempo não fazia uma trilha e não conhecia a região, mas adorei a energia da galera, todo mundo se divertindo e dando risada – o que é o grande propósito de andar de moto. Só fiquei com uma dúvida, se o nome do evento é por conta da região ser produtora de banana ou se é porque a trilha escorrega como casca de banana”, disse, com bom humor. 

Kyrillos também utilizou a motocicleta Honda CRF 250F. 

Foi o meu primeiro contato e estou muito impressionado com a moto. Tem muito torque em baixa velocidade, o que ajuda muito para poupar o físico na trilha, e tem força quando precisa de mais velocidade ou numa sessão mais travada, que exige a força do motor. O jogo de suspensão me deixou bastante confortável e o maior destaque é o freio traseiro a disco, que traz muito mais sensibilidade na hora de frear”, concluiu Kyrillos.

Atrações radicais, shows musicais e muitas experiências

Durante o evento, cerca de 60 mil pessoas passaram pelo Seminário Sagrado Coração de Jesus. Uma das atrações mais concorridas eram os shows de manobras radicais e freestyle na Arena Radical. Todos os dias o público pode conferir  o inédito show de manobras radicais da Pro Tork, sincronizado com as equipes Alto Giro, Cachorrão, Luquinha Wheeling, Phyra Show, Joaninha, Brenda Stunt e Star Boys. A Equipe Força & Ação e o piloto de motocross freestyle Fred Kyrillos, patrocinados pela Honda, também agitaram a galera.

Os trilheiros interessados em aprimorar a pilotagem aproveitaram o bate-papo com os pilotos da equipe Honda Racing de Enduro FIM. Bruno Crivilin, Gabriel Soares, Bárbara Neves e o chefe do time, o multicampeão Felipe Zanol, tiraram dúvidas, deram algumas dicas e também realizaram uma sessão de fotos e autógrafos com os fãs.

“Mais uma vez, fizemos um grande evento e agradeço a todos que vieram de diversos lugares do Brasil e também de outros países. Nosso pessoal não mediu esforços para que a gente possa continuar a fazer jus ao título de “Maior e melhor encontro de trilheiros do mundo”, completa Celso Oldiges, presidente do Clube de Trilheiros Bananalama.

Para o pessoal que gosta de uma vista bem de cima, três experiências fizeram bastante sucesso: os voos panorâmicos no helicóptero da Pro Tork, o passeio no balão da Can-Am e a subida no Bar nas Alturas, atração que levou os mais corajosos a verem o evento a 40 metros do chão, com muita música e bebida.

O Super Bananalama 2019 também trouxe atrações musicais de todos os estilos. As noites sertanejas foram comandadas pelas duplas Cesar Menotti & Fabiano; Teo & Edu; Nando & Leo; Elton e Fernando, entre outras. Já o dia do rock and roll ficou por conta dos grupos Dazaranha; AC/DC Cover, com a banda Alta Voltagem, e Guns N’Roses Cover.

Os mais de 30 estandes do Banana Expo ficaram cheios e movimentou cerca de R$ 1 milhão em negócios durante os quatro dias, com uma grande infraestrutura destinadas para empresas e marcas do segmento, com destaque para a mega loja da Pró Tork, Can-Am com seus produtos e uma pista de test-drive em seus veículos e a Honda com o estande de produtos e a carreta de competições de marca, que funcionou como área de relacionamento e apoio para clientes e profissionais da imprensa.