Mesmo em corrida complicada, Yamaha mantém liderança

Quartararo amplia a vantagem ao finalizar em nono

Mesmo em corrida complicada, Yamaha mantém liderança
Fotos: Petronas Yamaha SRT






O francês Fabio Quartararo, competindo em casa, fez uma corrida consistente para não correr riscos e conseguir chegar na frente de seus rivais diretos na briga pelo título. Em uma prova bastante complicada por causa da chuva,  que chegou a atrasar a largada, o francês da equipe Petronas Yamaha SRT cruzou a linha de chegada em nono e aumentou a vantagem na tabela de classificação para dez pontos.

Maverick Viñales, da Monster Energy Yamaha MotoGP, garantiu a décima colocação e pontos importantes em seu 100º Grande Prêmio na categoria principal. Largando da quinta colocação no grid, teve que fazer uma manobra defensiva para se livrar do acidente com seu companheiro de equipe Valentino Rossi, na curva 3. Finalizando a primeira volta na 20ª posição, fez uma corrida de recuperação, apesar das difíceis condições.

Valentino Rossi e Franco Morbidelli viveram um final de semana complicado. Largando da décima posição, Rossi fez uma boa arrancada, mas caiu ainda na primeira volta. Morbidelli teve o mesmo desfecho, quando também sofreu uma queda, na volta 19, forçando o ítalo-brasileiro a abandonar a corrida.  

Com nove etapas disputadas, e faltando cinco para o final do campeonato, a Yamaha lidera entre os pilotos, com o francês Fábio Quartararo, lidera entre as equipes, com a Petronas Yamaha SRT e também entre os construtores. Não haverá descanso para os pilotos, que encaram a décima rodada do campeonato no próximo final de semana, no Grande Prêmio de Aragon, na Espanha, de 16 a 18 de outubro.

Classificação do Campeonato após 9 etapas
1º) Fabio Quartararo / 115 pontos
2º) Joan Mir / 105 pontos
3º) Andrea Dovizioso / 84 pontos
4º) Maverick Viñales / 90 pontos
5º) Takaaki Nakagami / 81 pontos
6º) Franco Morbidelli / 77 pontos
13º ) Valentino Rossi / 58 pontos

 

Valentino Rossi - Monster Energy Yamaha MotoGP

"É uma pena uma queda destas nas primeiras curvas. Você ainda não entende seu potencial, se você é rápido com a moto, como está se sentindo com ela - nada. Mas comecei bem e já estava numa boa posição. Entrei na segunda curva bem devagar, como todo mundo. Estávamos todos pegando leve, porque essas eram condições muito difíceis. Estava muito frio com a chuva. Infelizmente perdi a traseira. É uma pena e também estou com um pouco de azar, porque não conquistamos pontos nas últimas três corridas, enquanto a minha velocidade e potencial não eram tão maus. Portanto, precisamos tentar novamente na próxima semana em Aragón."

 

Maverick Viñales - Monster Energy Yamaha MotoGP

"Tentei algo diferente no início, mas não funcionou. Tentei começar sozinho, sem eletrônica. Durante o fim de semana correu muito bem, comecei muito rápido. Mas então, durante a corrida de hoje, com todo o barulho vindo das outras motos do grid, não consegui ouvir minha moto e não fui capaz de ser preciso. Portanto, para a próxima corrida vamos voltar à eletrônica e tentar melhorar o arranque dessa forma. Espero que o azar tenha acabado, pois nas primeiras curvas me envolvi no acidente de Vale. Para evitar o acidente, tive que passar direto e cai para último. Aí comecei a lutar muito com os outros pilotos, mas não conseguia encontrar um bom ritmo. Mas no final fomos rápidos. Estou contente pela moto ter funcionado bem no molhado. Normalmente lutamos um pouco. Foi uma pena que a corrida não demorou mais uma volta, porque eu estava alcançando o Fabio. Mas é assim e precisamos nos sentir positivos, pois de alguma forma salvamos um pouco da corrida. Perdemos apenas um ponto no campeonato para o líder. Isso é importante. A próxima corrida com certeza será muito melhor. Aragón é uma pista de que gosto muito, e vou apostar de tudo lá."

 

Fabio Quartararo - Petronas Yamaha SRT

"Estávamos todos no grid para começar a corrida e depois começou a chover, o que foi decepcionante. Sabíamos que as condições de pista seca teriam sido melhores para nós. Foi uma corrida difícil, mas estou feliz porque nunca desistimos de lutar; na última volta, quando Joan [Mir] me ultrapassou, consegui passar direto por ele. Era importante marcar tantos pontos quanto possível e, na verdade, fomos capazes de aumentar ligeiramente a nossa vantagem. Veremos o que vai acontecer em Aragón, mas estou muito satisfeito com a minha primeira corrida nestas condições difíceis. Estar na pole position em casa com os fãs foi muito especial, havia apenas 5.000 deles aqui, mas eles me ajudaram muito."

 

Franco Morbidelli - Petronas Yamaha SRT

"Fiz uma boa largada, mas infelizmente fui apanhado no incidente com o Valentino [Rossi], e acabei perdendo muitas posições. A partir daí foi uma corrida muito dura, tive de ir pouco a pouco até encontrar o meu ritmo. Nas últimas dez voltas, quando decidi empurrar um pouco mais, para tentar pegar o grupo da frente, cometi um erro na Curva 4 e perdi a frente. É uma pena, porque penso que a oitava ou a nona posição poderia ter sido possível, mas o erro foi minha culpa e não marquei pontos. Tirando esse erro, foi um fim de semana positivo e fui super rápido, principalmente esta manhã. Agora precisamos levar essa velocidade para Aragón."

 

Credito: Yamaha Racing Brasil