Chuva e disputas marcam segunda etapa do BR de MX

Pepê Bueno venceu a categoria MX2. Carlos Campano ganhou uma bateria da MX1.

Chuva e disputas marcam segunda etapa do BR de MX






Neste final de semana (3 e 4/10) os pilotos do time Yamaha voltaram à pista do Beto Carrero, em Penha/SC, para a disputa da segunda rodada do Brasileiro de Motocross 2020. Desta vez, a chuva e o tempo frio estiveram presentes, deixando a pista pesada. Mais uma vez, o esquadrão azul da Yamaha Monster Energy Geração fez bonito e dominou as disputas, que também teve pilotos do time bLU cRU em destaque. 

Na MX1, o espanhol Carlos Campano fez 1-2 nas baterias e ficou com a segunda colocação no fim de semana, na soma dos resultados. Na categoria Promocional Elite MX, finalizou na segunda colocação. Com os resultados, o pentacampeão brasileiro ocupa a segunda colocação na classificação do campeonato, apenas um ponto atrás do líder, tanto na MX1 quanto na Promocional Elite MX.

Vencedor da primeira etapa, Paulo Alberto finalizou a primeira bateria na sexta posição depois de uma queda no início da corrida. Na segunda bateria, conquistou o terceiro lugar, marcando pontos importantes pro campeonato. Na Promocional Elite MX, está empatado na liderança do certame.

Fábio Santos, que esse ano subiu pra MX1, andou muito bem durante todo o final de semana. Na primeira bateria da MX1, finalizou na 4ª colocação. Na Promocional Elite MX, depois de fazer o holeshot e brigar pelas primeiras posições, acabou caindo forte e teve que abandonar a bateria.

Pepê Bueno, que já havia vencido no final de semana anterior, na abertura do campeonato, ganhou  novamente a categoria MX2 e abriu 11 pontos de vantagem na liderança da tabela de classificação. O paranaense ainda conquistou P5 com sua YZ250F na categoria promocional Elite MX, em meio às 450F.

A categoria feminina (MXF) foi adiada devido a intensa chuva que caiu no litoral catarinense ao longo do fim de semana. Assim, Maiara Basso está focada na rodada seguinte, que segue com data e local indefinidos. A Confederação Brasileira de Motociclismo (CBM) deve anunciar em breve.

Top 5 da MX1

1º Anthony Rodriguez (2-1)
2º Carlos Campano (1-2)
3º Gustavo Pessoa (3-4)
4º Paulo Alberto (6-3)
5º Jean Ramos (5-4)

Top 5 da Promocional Elite MX
1º Anthony Rodriguez
2º Carlos Campano 
3º Paulo Alberto 
4º Jean Ramos
5º Pepê Bueno 

Top 5 da MX2
1º Pepê Bueno (2-1) 
2º Fredy Spagnol (3-2)
3º Lucas Dunka (1-6)
4º Gabriel Andrigo (4-3)
5º Leonardo Souza (5-4)

Classificação do Campeonato Brasileiro de Motocross 2020

Categoria Elite MX
1º) Anthony Rodriguez / 45 pontos
2º) Paulo Alberto / 45 pontos
3º) Carlos Campano / 44 pontos
4º) Jean Ramos / 34 pontos
5º) Pepê Bueno / 28 pontos

Categoria MX1
1º) Anthony Rodriguez / 92 pontos
2º) Carlos Campano / 91 pontos
3º) Paulo Alberto / 80 pontos
4º) Gustavo Pessoa / 69 pontos
5º) Jean Ramos / 66 pontos
9º) Fábio Santos / 36 pontos
 
Categoria MX2
1º) Pepê Bueno / 94 pontos
2º) Fred Spagnol / 83 pontos
3º) Lukas Dunka / 80 pontos
4º) Gabriel Andrigo / 70 pontos
5º) Reginaldo Ribeiro Junior/ 59 pontos

Categoria MXF
1º) Mariana Balbi / 25 pontos
2º) Maiara Basso / 22 pontos
3º) Tayná Zolet / 20 pontos
4º) Tatiane Poltronieri / 18 pontos
5º) Thais de Castro Nascimento / 16 pontos

PAULO ALBERTO #211

"Acabou a segunda rodada, estava me sentindo bem na pista, mas hoje tivemos bastante chuva, foi uma luta. Na primeira bateria eu estava em segundo, mas acabei caindo, porque sujei bastante meus óculos e quando fui tirar o Tear Off acabei caindo. Perdi bastante tempo no começo e acabei em sexto. Na segunda bateria larguei em 4º e rapidamente subi pra terceiro, onde nos mantivemos até o final. Pode não parecer muito bom, mas pro campeonato é positivo, porque poderíamos perder muitos pontos aqui nesta corrida, que foi praticamente uma loteria. Então é isso, vamos pra próxima com foco e gás!"

CARLOS CAMPANO #115

"Hoje fiquei em segundo, primeiro e segundo nas baterias, fiquei muito feliz, porque a pista estava muito difícil, muito complicada, com muita lama. Consegui largar bem, tive um pouco de precaução no início, e resolvi acelerar no meio da bateria. Segundo de novo, mas estamos na briga do campeonato. Estou pronto! Obrigado a toda a equipe, porque me ajudaram muito durante toda a semana e na corrida também.”

FABIO SANTOS #4

Infelizmente não foi um final de semana bom pra mim de novo. Na primeira bateria acabei caindo duas vezes, o que me deixou mais longe um pouco do primeiro lugar, acabei ficando em quarto. Na segunda bateria fiz uma boa largada, estava em segundo, me encontrando com a pista, e sabia que poderia brigar pela vitória. Mas acabei levando um tombo forte e tive que abandonar a bateria. O campeonato está como eu imaginei, a velocidade está em dia, mas tive muito azar nestas duas primeiras etapas. Vou em busca de melhores resultados nas próximas!”

PEPÊ BUENO #97

“Na primeira bateria larguei bem, mas acabei caindo na primeira curva, levei uma pancada forte, fui atropelado e perdi o paralama traseiro. Mas não desisti, na minha primeira volta fui bem rápido, consegui me recuperar bastante e de 50 segundos de desvantagem reduzi pra 13 segundos, mas estava bem pesada a pista, não consegui a vitória, mas o segundo lugar foi ótimo. Agora na Elite consegui largar bem, junto com as 450cc, e imprimi um bom ritmo no começo, consegui uma diferença boa. Consegui manter o ritmo até o final e fiz um 5º na categoria Elite, é muito bom. E fiz o primeiro no geral da MX2, abrindo um pouco mais a vantagem na liderança do campeonato.”

MAIARA BASSO #1

“Infelizmente a categoria feminina foi cancelada por decisão da CBM, a pista está um pouco difícil, bastante barro, mas pelo que eu vi estava fazendo alguns trilhos. Eu particularmente queria andar, acho que no campeonato a gente tem que encarar qualquer coisa, chuva, sol, seja o que for. Mas infelizmente a decisão é deles, vamos focar pra próxima, treinar bastante, e obrigado a todo mundo que está sempre torcendo pra equipe Yamaha.”

Crédito Fotos: Rodrigo Jr