Como foi o Brasileiro de MX em Apiaí

Mariana Balbi, Willian Guimarães, Alencar Krefta e Franco Lavecchia foram os destaques da equipe

Como foi o Brasileiro de MX em Apiaí
Foto: Tiago Lopes / Divulgação






A terceira etapa do Campeonato Brasileiro de Motocross 2020 foi marcada por belas disputas neste fim de semana, dias 21 e 22 de novembro, no Motódromo da Fepasa, localizado no município de Apiaí (SP).

Lucas Dunka é líder na MX2

Após vencer as duas corridas deste domingo (22/11), o catarinense Lucas Dunka assumiu a liderança da categoria MX2 no Campeonato Brasileiro de Motocross. O piloto da equipe Honda Racing atingiu 100% de rendimento com a CRF 250R na terceira etapa da competição, em Apiaí (SP). O time foi o destaque da categoria e, somando o desempenho das duas corridas, emplacou dobradinha com Leonardo Souza, segundo colocado no pódio da etapa.

“Foi um final de semana perfeito. Somei bons pontos e saí líder, não poderia ter sido melhor”, afirma Dunka. Leonardo Souza, que também compete com a CRF 250R, subiu para o quarto lugar na tabela da MX2: “Foi muito bom, atingi boas velocidades e um ritmo muito forte. Sem dúvidas, uma ótima etapa”.

Na corrida da Elite MX, o venezuelano Anthony Rodriguez confirmou o segundo lugar, após ser ultrapassado pelo português Paulo Alberto quando faltavam duas voltas para o final. A bateria também somou pontos para a classe MX1.

Já na corrida exclusiva da MX1, o piloto brigava pelas primeiras posições quando teve problemas com o pneu traseiro e teve de abandonar. “A etapa não foi como planejamos, mas vamos fazer todos os preparativos para chegar com tudo nas próximas corridas”, diz Rodriguez.

Com os resultados, o venezuelano agora está na vice-liderança da Elite MX e em terceiro na tabela da MX1. A equipe Honda Racing também foi representada na etapa pelo equatoriano Jetro Salazar (7º na bateria da Elite MX e 13º na soma das corridas da MX1) e pelo paulista Hector Assunção (12º na soma das corridas da MX1). Os três pilotos competem com a CRF 450R.  

A quarta etapa do Brasileiro de Motocross será realizada nos dias 28 e 29 de novembro, novamente em Apiaí (SP). A pista, novidade no campeonato, é formada por 1.450 metros e traz terreno acidentado.  

Circuit Honda – A equipe satélite Circuit Honda também foi destaque na terceira etapa. O piloto Roosevelt Assunção venceu a MX3, reassumindo a liderança da classe. Depois de confirmar o terceiro lugar na soma das baterias, Humberto Martin, o “Machito”, subiu no pódio da MX1. Ele avançou para o quinto lugar na briga pelo título da categoria.

Mariana Balbi manteve-se invicta na MXF com uma bela vitória entre as mulheres. Willian Guimarães retomou a liderança na classificação ao vencer a MX4. Alencar Krefta somou pontos importantes ao ganhar a MX5 e agora é o vice na tabela. Franco Lavecchia também subiu para quinto ao ser o primeiro colocado na MXJR.

Gustavo Pessoa foi o quarto na somatória da MX1, após alcançar um oitavo e outro quarto lugares, Rodrigo Taborda – segundo na MX3 e Gabriel Andrigo – segundo na MX2JR. Eles ocupam a quarta, terceira e primeira colocações na tabela de suas classes, respectivamente.

Para a Yamaha Monster Energy Geração, sobram motivos para comemorar, já que encerrou o domingo assumindo de forma isolada as categorias MX1 e Promocional Elite MX, com os pilotos Carlos Campano e Paulo Alberto, respectivamente.

Paulo aliás foi o grande vitorioso do final de semana. O português venceu as duas baterias da MX1 e a categoria Promocional Elite MX para assumir a vice-liderança do campeonato na MX1, e a liderança isolada da Promocional Elite MX.

Carlos Campano finalizou a prova com a segunda colocação na soma das duas baterias, marcando 42 pontos. Isso foi o suficiente para que o piloto assumisse a liderança do campeonato na MX1, com três pontos de vantagem para seu companheiro de equipe.

Na categoria MX2, Pepê teve dificuldades nas duas provas, mas marcou pontos importantes no campeonato. Na primeira bateria, após largar mal, recuperou-se e conseguiu finalizar na terceira posição. Na segunda bateria, em outra prova de recuperação após uma queda, teve que abandonar após um problema mecânico. Pepê ocupa a vice-liderança na tabela de classificação.

Na categoria MXF a piloto Maiara Basso finalizou a prova na segunda colocação, marcando mais 22 pontos no campeonato. A gaúcha é a vice-líder da categoria.

Os pilotos Vitor Borba, se recuperando de uma fratura na clavícula, e Tallys Nathan, se recuperando de lesão no tornozelo, ficaram de fora da etapa em Apiaí.

De volta as cidades, eles retomam o treinamento físico e com motocicleta. A expectativa é de que a quarta etapa aconteça já no próximo fim de semana, dias 28 e 29, no mesmo local. Porém, a confirmação não foi anunciada pela Confederação Brasileira de Motociclismo. 

Campeonato Brasileiro de Motocross 2020 – 3ª etapa
Local: Motódromo da Fepasa – Apiaí (SP)

Resultados

Classificação do campeonato após três etapas

MX1
1 – #115 – CARLOS CAMPANO – 133 pontos
2 – #211 – PAULO ALBERTO – 130 pontos
3 – #127 – ANTHONY RODRIGUEZ – 114 pontos
4 – #891 – GUSTAVO PESSOA – 100 pontos
5 – #101 – HUMBERTO MARTIN – 89 pontos
6 – #1 – JETRO SALAZAR – 71 pontos

Elite MX
1 – #211 – PAULO ALBERTO – 70 pontos
2 – #127 – ANTHONY RODRIGUEZ – 67 pontos
3 – #115 – CARLOS CAMPANO – 64 pontos
4 – #891 – GUSTAVO PESSOA – 46 pontos
5 – #101 – HUMBERTO MARTIN – 42 pontos
6 – #1 – JETRO SALAZAR – 41 pontos

MX2
1 – #34 – LUCAS DUNKA – 130 pontos
2 – #97 – PEPÊ BUENO – 114 pontos
3 – #61 – FREDERICO SPAGNOL – 108 pontos
4 – #45 – LEONARDO SOUZA – 97 pontos
5 – #10 – GABRIEL ANDRIGO – 97 pontos
7 – #416 – REGINALDO RIBEIRO – 77 pontos

MX3
1 – #1 – ROOSEVELT ASSUNÇÃO – 65 pontos
2 – #717 – MARKOLF BERCHTOLD – 58 pontos
3 – #700 – RODRIGO PEREIRA NHEMIHES TABORDA – 58 pontos
4 – #981 – ANDERSON CHUPEL – 46 pontos
5 – #516 – MARCELO DESSUNTI – 43 pontos

Resultados da terceira etapa

Soma dos resultados – MX1
1 – #211 – PAULO ALBERTO – 50 pontos
2 – #115 – CARLOS CAMPANO – 42 pontos
3 – #101 – HUMBERTO MARTIN – 35 pontos
4 – #891 – GUSTAVO PESSOA – 31 pontos
5 – #134 – CAIO LOPES – 29 pontos
8 – #127 – ANTHONY RODRIGUEZ – 22 pontos
12 – #30 – HECTOR ASSUNÇÃO – 16 pontos
13 – #1 – JETRO SALAZAR – 14 pontos

Soma dos resultados – MX2
1 – #34 – LUCAS DUNKA – 50 pontos
2 – #45 – LEONARDO SOUZA – 40 pontos
3 – #111 – JOAQUIM ANTONIO NETO – 32 pontos
4 – #491 – GABRIEL GUTIERRES – 30 pontos
5 – #10 – GABRIEL ANDRIGO – 27 pontos
8 – #25 – LEONARDO CASSAROTTI – 24 pontos
11 – #416 – REGINALDO RIBEIRO – 18 pontos

Resultado – Corrida Elite MX
1 – #211 – PAULO ALBERTO
2 – #127 – ANTHONY RODRIGUEZ 
3 – #115 – CARLOS CAMPANO
4 – #891 – GUSTAVO PESSOA
5 – #4 – FÁBIO SANTOS
6 – #101 – HUMBERTO MARTIN 
7 – #1 – JETRO SALAZAR 

Resultado – Corrida MX1
1 – #211 – PAULO ALBERTO
2 – #115 – CARLOS CAMPANO
3 – #101 – HUMBERTO MARTIN 
4 – #134 – CAIO LOPES
5 – #30 – HECTOR ASSUNÇÃO 

Resultado – Corrida MX2
1 – #34 – LUCAS DUNKA 
2 – #45 – LEONARDO SOUZA 
3 – #97 – PEPÊ BUENO
4 – #111 – JOAQUIM ANTONIO NETO
5 – #202 – HENRIQUE HENICKA
7 – #199 – RAFAEL RIBEIRO 
12 – #25 – LEONARDO CASSAROTTI 
16 – #416 – REGINALDO RIBEIRO 

Resultado – Corrida MX3
1 – #1 – ROOSEVELT ASSUNÇÃO 
2 – #700 – RODRIGO TABORDA
3 – #11 – MARCUS VINICIUS RIBEIRO
4 – #21 – WILLIAM ALVES
5 – #149 – JOÃO VITOR CARDELI