Goiás recebe pilotos do Brasileiro de Enduro

Prova será isolada em uma fazenda entre os dias 10 e 12 de outubro e as disputas envolvem rodada tripla para 14 categorias

Goiás recebe pilotos do Brasileiro de Enduro
Fotos: Rogério Leite






O Campeonato Brasileiro de Enduro desembarca no interior de Goiás entre os dias 10 e 12 de outubro para a realização da terceira etapa do calendário 2020. Em formato “bolha”, toda a estrutura da prova ficará isolada em uma fazenda, na região de Santa Cruz de Goiás – o que inclui a área de box e o percurso selecionado para as disputas de 14 categorias. Além da preocupação com os protocolos para a prevenção do coronavírus, o evento envolve a presença dos principais pilotos e equipes do país na modalidade. 

Após duas etapas emocionantes em Santa Catarina, o campeonato promete manter a qualidade em solo goiano. “Seremos recebidos por Marcelo Brasil, proprietário da Fazenda MEELL, onde se respira o motociclismo off-road. Essa paixão dele e de todos de sua família pelo esporte possibilitaram termos as melhores condições para a etapa em Goiás”, comenta Maurício Brandão, promotor da competição. Por conta da situação da pandemia, o calendário teve de ser ajustado e a etapa goiana, por envolver três dias de disputas, será rodada tripla. 

Mais do que inovador, o formato ‘bolha’ foi a opção mais acertada para o momento, já que poderemos ter controle total no acesso. Todas as normas de isolamento e de uso de máscara e álcool em gel serão rigorosamente atendidas. O número de pessoas nas equipes será restrito, bem como o acesso da imprensa, e todos os credenciados devem apresentar teste de coronavírus – que pode ser feito no local, se necessário. Na parte esportiva, haverá muitos pontos em jogo com a rodada tripla, portanto a expectativa é de muita emoção nas trilhas. Vamos realizar uma prova que atenda bem os requisitos técnicos do campeonato e ainda cumpra com rigor as normas sanitárias”, continua Brandão.

Marcelo Brasil está animado em receber a elite do enduro nacional. “Minha família toda faz trilha, então é muito bom receber os maiores nomes do país na nossa casa. Desde o dia em que nos comprometemos a realizar este desafio, temos preparado tudo para acomodar tanta gente. Eu, pessoalmente, estou empenhado na parte da cozinha, aqui teremos uma alimentação simples, saudável, boa e barata, como gostamos de fazer quando recebemos os amigos e convidados”, conclui Brasil.   

Rodada tripla e fortes emoções – O trajeto selecionado para a etapa de Goiás inclui 31 quilômetros, com três especiais (trechos cronometrados). Os competidores cumprirão três voltas a cada dia no circuito, totalizando quase 300 km percorridos. Além do clima, seco e quente, a variedade de desafios nas especiais vai testar as habilidades dos pilotos. 

O Cross Teste Honda traz 2,5 km por uma pista com pontos técnicos, estendida em um pasto, muito próxima à área de box. Com 3,2 km, o Enduro Teste Thor será em linha, por meio de percurso dentro da mata e em área de pasto. A especial, bem travada, apresenta chão duro e curvas apertadas, em meio a árvores. Já o Enduro Teste Rio, apesar de também ser em linha, traz trilhas técnicas em terreno arenoso, com alguns pontos de pedras, sempre margeando um rio. O total do single track será de 3,8 km.  

A disputa pelos títulos das categorias está eletrizante. Na Enduro GP, que reúne os pilotos mais rápidos do campeonato, o mineiro Gabriel Soares (equipe Honda Racing) assumiu a liderança na etapa anterior, além de estar na ponta da tabela na classe E2. Atual campeão nacional das categorias Enduro GP e E1, o capixaba Bruno Crivilin (Honda Racing) está de volta ao Brasileiro, depois de não participar da segunda etapa, por conta dos compromissos no Campeonato Mundial de Enduro – onde conquistou dois pódios históricos. Como há descartes permitidos por regulamento, a briga pelos títulos nacionais fica ainda mais em aberto. 

O catarinense Loandro Anton (Pro Tork / KTM Sacramento) e o mineiro Rômulo Bottel (Pro Tork / KTM Sacramento) estão em primeiro lugar nas tabelas das classes E1 e E3, respectivamente. Nicolás Rodriguez (Honda Edgers Factory Team) lidera a EJ, para atletas de até 23 anos, sendo que o capixaba Tiago Wernersbach (Honda Edgers Factory Team) é o destaque da E4. Vale lembrar que as categorias também pontuam para a Enduro GP. 

Nas outras classes, divididas por faixa etária, sexo ou nível técnico, os líderes são os seguintes pilotos: Nielsen Bueno (categoria E35 - equipe Power Husk), Adriano de Ávila (E40 - Q4), Fernando Sppindler (E45 - KTM), Levi Tesch (E50 - Lekker), Leonardo Bortoncello (E230), Fabrício Theiss (EA - Pro Tork / KTM Sacramento), Isadora Aparecida (E Feminina - Q4) e Jean Zandonadi (Youth - Motofire).

O Campeonato Brasileiro de Enduro 2020 é patrocinado por Honda, copatrocinado por IMS e tem o apoio de MXF Motors, Beta Brasil, Borilli, bLU cRU Yamaha, Airoh Helmet, Motorex, Motul, Edgers, Race Tech, Sig Visual, Parts 57, MR Pro Braces, Tech Ride, DYVA, BMP, Circuit Equipament, Dirt Racing, BMS Racing, Galfer, RTech, All Balls, Wossner, Jeri Adventure Ride, Brasil Moto Tour, Receptivo Itália, AdvenTour Brasil, Freeride Spirit e Planetour Agência de Viagens.

Programação* 

Sexta- feira (9/10)
11h às 19h – Secretaria de prova
18h30 – Briefing da prova

Sábado (10/10)
7h30 às 10h – Vistorias técnicas e condução das motos ao Parque Fechado
10h – Largada dos dois primeiros pilotos
16h – Pre-Finish 
16h20 – Condução das motos ao Parque Fechado
20h – Divulgação dos resultados oficiais do dia

Domingo (11/10)
9h – Largada dos dois primeiros pilotos; 
15h – Pre-Finish 
15h20 – Condução das motos ao Parque Fechado
20h – Divulgação dos resultados oficiais do dia

Segunda-Feira (12/10)
9h – Largada dos dois primeiros pilotos
13:30 – Condução das motos ao Parque Fechado
15h – Divulgação dos resultados oficiais do dia e da prova
15h30 – Premiação 

* A programação está sujeita a alterações.

 

Fonte: Mundo Press – Assessoria de Imprensa do Brasileiro de Enduro