BR de Enduro supera expectativas em Goiás

Bruno Crivilin vence nas categorias Enduro GP e E1

BR de Enduro supera expectativas em Goiás
Crédito fotos: Dines Zamai/Mundo Press






O Campeonato Brasileiro de Enduro superou as expectativas na terceira etapa, encerrada nesta segunda-feira (12/10). Foram três dias de disputas em uma fazenda isolada em Santa Cruz de Goiás (GO), os quais valeram como rodada tripla na briga pelos títulos da temporada 2020. O formato da prova atendeu com rigor os protocolos de prevenção ao coronavírus e ainda garantiu desafios de alto nível técnico nas trilhas. O mais rápido da etapa foi o capixaba Bruno Crivilin (equipe Honda Racing), vencedor da Enduro GP e da classe E1

Com o formato em “bolha”, foi possível ter mais controle no acesso, restrito a pilotos, integrantes das equipes e membros da organização. “A prova foi simplesmente inesquecível. Conseguimos realizar o evento seguindo com rigor os protocolos de saúde: evitamos aglomerações, testamos todos os presentes e exigimos o uso de máscara e de álcool em gel. O fato de estarmos todos isolados em um único local foi inédito no campeonato, e essa experiência proporcionou muita interação no meio do enduro”, relata Maurício Brandão, promotor do Brasileiro.

Apesar da medida restritiva, a parte técnica não saiu prejudicada. “Pelo contrário, tivemos três especiais com características bem distintas e deslocamentos seletivos e exigentes no percurso. A região é muito bonita, sem dúvidas o calor foi um adversário a mais. Tudo funcionou bem, não houve qualquer problema durante a rodada tripla, que valorizou ainda mais a participação dos pilotos nesse desafio em Goiás”, continua. 

Ele explica que nada seria possível sem o envolvimento dos proprietários da Fazenda MEELL, que sediou o evento. “O engajamento de toda a família Brasil foi fundamental. Todos os integrantes, a começar pelo patriarca até chegar nos netos, têm amor verdadeiro pelo motociclismo. Agradeço demais o empenho da família Brasil”, conclui Brandão.   

Destaques das trilhas – Recém-chegado do Campeonato Mundial de Enduro, onde conquistou dois pódios históricos, Bruno Crivilin manteve a boa fase no Brasileiro e foi o mais rápido das categorias Enduro GP e E1. Como o capixaba não participou da etapa anterior, ele está em quarto lugar na Enduro GP e em terceiro na E1, cujos atuais líderes são Gabriel Soares (Honda Racing) e Loandro Anton (Pro Tork / KTM Sacramento), respectivamente. O descarte permitido por regulamento será aplicado apenas no final da competição. 

Pela E2, Gabriel Soares conquistou outra vitória e manteve a liderança, enquanto Vinícius Calafati (Honda Racing) ganhou a E3, assumindo a ponta da categoria. Nicolás Rodriguez (Honda Edgers Factory Team) segue invicto pela EJ, para atletas de até 23 anos, sendo que Tiago Wernersbach (Honda Edgers Factory Team) foi o destaque da E4. Vale lembrar que essas categorias também pontuam para a Enduro GP. 

Confira os outros vencedores da etapa goiana: Aloizio de Assis Filho (categoria E35 – equipe Q4), Adriano de Ávila (E40 - Q4), William Meneses (E45), Levi Tesch (E50 - Lekker), Luciano Rocha (E230 - Edgers), Thyrso Carmona (EA - Pro Tork / KTM Sacramento), Bárbara Neves (E Feminina – Honda Racing) e Jean Zandonadi (Youth - Motofire).

O Campeonato Brasileiro de Enduro 2020 é patrocinado por Honda, copatrocinado por IMS e tem o apoio de MXF Motors, Beta Brasil, Borilli, bLU cRU Yamaha, Airoh Helmet, Motorex, Motul, Edgers, Race Tech, Sig Visual, Parts 57, MR Pro Braces, Tech Ride, DYVA, BMP, Circuit Equipament, Dirt Racing, BMS Racing, Galfer, RTech, All Balls, Wossner, Jeri Adventure Ride, Brasil Moto Tour, Receptivo Itália, AdvenTour Brasil, Freeride Spirit e Planetour Agência de Viagens.

Campeonato Brasileiro de Enduro FIM

Resultados – 3ª etapa – Santa Cruz de Goiás-GO (três primeiros)

Enduro GP

1º – Bruno Crivilin – 75 pontos 
2º – Vinicius Calafati – 64 pontos
3º – Gabriel Soares – 60 pontos

E1

1º – Bruno Crivilin – 75 pontos
2º – Loandro Anton – 66 pontos
3º – Luciano Paiva  – 58 pontos

E2
1º – Gabriel Soares – 72 pontos 
2º – Patrik Capila – 69 pontos 
3º – Gustavo Pellin – 60 pontos 

E3
1º – Vinicius Calafati – 75 pontos 
2º – Vitor Garcia – 64 pontos 
3º – Rômulo Bottrel – 62 pontos

EJ
1º – Nicolás Rodriguez – 75 pontos 
2º – Gabriel Mattos – 62 pontos 
3º – Mauricio Milan – 56 pontos

E4
1º – Tiago Wernersbach – 75 pontos 
2º – Fernando Pereira – 66 pontos
3º – Flavio Volpi – 60 pontos

E230
1º – Luciano Rocha – 72 pontos 
2º – Matheus Viana – 67 pontos
3º – Uiter Dias – 62 pontos

E35
1º – Aloizio de Assis Filho – 75 pontos 
2º – Paulo Vinicius Amorim – 64 pontos
3º – Humberto Cadori Filho – 58 pontos

E40
1º – Adriano de Ávila – 75 pontos 
2º – Leandro Brasil – 66 pontos
3º – Evandro de Oliveira – 60 pontos

E45
1º – William Meneses – 75 pontos 
2º – Fábio Bizarria – 64 pontos
3º – Luiz de Almeida Júnior – 51 pontos

E50
1º – Levi Tesch – 75 pontos 
2º – Fernando Zanotto – 66 pontos
3º – Gildo Tavares – 40 pontos

EF
1º – Bárbara Neves – 75 pontos
2º – Gabriela Zanotto – 66 pontos
3º – Andreia Almeida – 40 pontos

EAmador
1º – Thyrso Carmona – 75 pontos
2º – Fabrício Theiss – 66 pontos
3º – Warley de Moura – 60 pontos

Youth
1º – Jean Zandonadi – 75 pontos
2º – Vinícius Aguilar – 66 pontos
3º – Gustavo Ribeiro – 38 pontos

Classificação do Brasileiro de Enduro após três etapas (três primeiros)

Enduro GP
1º – Gabriel Soares – 152 pontos 
2º – Patrik Capila – 132 pontos 
3º – Vinicius Calafati – 129 pontos 

E1
1º – Loandro Anton – 160 pontos
2º – Luciano Paiva – 138 pontos
3º – Bruno Crivilin – 125 pontos

E2
1º – Gabriel Soares – 172 pontos 
2º – Patrik Capila – 157 pontos 
3º – Gustavo Pellin – 118 pontos 

E3
1º – Vinicius Calafati – 164 pontos 
2º – Rômulo Bottrel – 159 pontos
3º – Vitor Garcia – 146 pontos 

EJ
1º – Nicolás Rodriguez – 175 pontos 
2º – Gabriel Mattos – 100 pontos 
3º – Mauricio Milan – 92 pontos

E4
1º – Tiago Wernersbach – 172 pontos 
2º – Fernando Pereira – 155 pontos
3º – Flavio Volpi – 102 pontos

E230
1º – Matheus Viana – 107 pontos
2º – Jonas Sawan – 104 pontos 
3º – Leonardo Bortoncello – 74 pontos

E35
1º – Aloizio de Assis Filho – 159 pontos 
2º – Humberto Cadori Filho – 146 pontos
3º – Maurício Sedei – 128 pontos

E40
1º – Adriano de Ávila – 175 pontos 
2º – Júlio César Moreira – 105 pontos
3º – José Mário da Fonseca – 86 pontos

E45
1º – Fábio Bizarria – 143 pontos
2º – Fernando Spindler – 126 pontos 
3º – Luciano Frozi – 125 pontos

E50
1º – Levi Tesch – 175 pontos 
2º – Fernando Zanotto – 98 pontos
3º – Douglas Silva – 74 pontos

EF
1º – Bárbara Neves – 122 pontos
2º – Gabriela Zanotto – 66 pontos
3º – Isadora Aparecida – 47 pontos

EAmador
1º – Fabrício Theiss – 143 pontos
2º – Thyrso Carmona – 122 pontos
3º – Stevan Pedott – 80 pontos

Youth
1º – Jean Zandonadi – 125 pontos
2º – Vinícius Aguilar – 108 pontos
3º – Gabriel Zatorski – 62 pontos

Crédito matéria:  Ângela Monteiro/Mundo Press