Can-Am em contagem regressiva para o Sertões

Nelsinho Piquet é a grande novidade da equipe

Can-Am em contagem regressiva para o Sertões
Foto: Divulgação Can_Am






As equipes apoiadas oficialmente pela Can-Am para o Sertões estão em contagem regressiva para a 28ª edição do maior rally das Américas. As duplas estão finalizando o embarque de suas estruturas para enfrentarem os 5 mil quilômetros entre Mogi Guaçu (SP) e Barreirinhas (MA).

O piloto de grandes categorias e experiência no automobilismo mundial Nelsinho Piquet vai disputar, pela primeira vez em sua carreira, uma competição de rali cross-country e ainda com um navegador, Marcos Panstein. O piloto vai correr pela equipe Varela Divino Fogão Rally Team, pilotando o UTV preferido dos competidores, o Can-Am Maverick X3, veículo da marca campeã do Sertões nos últimos 7 anos. “Estou bastante ansioso para esse novo desafio na minha carreira. Gosto dessa adrenalina das competições e correr um Sertões já estava nos meus planos. Era uma questão de tempo, de encontrar os parceiros e o momento certos", comentou o piloto que já treinou com o UTV preparado para a competição nos últimos dias.

A equipe Bompack Can-Am, com os tricampeões brasileiros de Cross-Country e campeões do Sertões 2019, Deni Nascimento e Idali Bosse como navegador, já estão concentrados para a largada, cheios de expectativas. “No começo do ano, nossa equipe direcionou todos os esforços para o Sertões, abrindo mão de outras provas. Montamos uma estrutura para buscar o bicampeonato. O nosso Maverick X3 superou qualquer expectativa, porque ele está mais forte. Refizemos nossos planos de preparação, e posso dizer que nunca andei em um UTV tão bom na minha vida”, comemora Deni que também tem se preparado fisicamente, mantendo alimentação saudável para aguentar as adversidades do calor que podem enfrentar.

Além da nova rotina gerada pelas adaptações feitas para que o Sertões 2020 atendesse às restrições pelas medidas de contenção da Covid-19, os trechos escolhidos para esta edição incluíram mais dificuldade à prova, segundo Reinaldo Varela, piloto da Varela Can-Am Monster Energy que participa mais uma vez com o navegador Gustavo Gugelmin. “Esta edição do Sertões promete ser uma das mais difíceis, com trechos variados, com todos os tipos de terreno. Mas, essa dificuldade, que será igual para todos, será também um ponto forte da nossa equipe, pois nossos Can-Am Maverick X3 estão muito bem preparados. Já competimos com esses UTVs e vencemos diferentes provas no mundo todo, incluindo o título mundial de 2019. Então, quaisquer que sejam os desafios do Sertões, estamos preparados. Temos grandes adversários, os quais respeitamos muito, e que também estarão de Maverick X3. Não tenho dúvidas de que será uma competição muito interessante, com grandes disputadas pela liderança do começo ao fim”. O experiente piloto das principais competições off-road na categoria UTV, e responsável pelo título do Maverick X3 no Dakar em 2018, um dos 3 títulos conquistados pela Can-Am na competição, lidera a equipe Varela Can-Am Monster Energy, que terá ainda outras duplas de pilotos e navegadores: Rodrigo Varela e Gunnar Dums, Gabriel Varela e Eduardo Shiga e Bruno Varela, que é o mais jovem campeão da prova na categoria UTV, com Gustavo Bortolanza.

O incentivo da Can-Am ao esporte desperta a coragem feminina para encarar uma prova de resistência e de técnica de pilotagem. Com 25 anos de experiência e 15 participações no Sertões, Helena Deyama está controlando a ansiedade e vai pra prova acompanhada pela navegadora Josi Koerich, representando a equipe MUSA, Mulheres Unidas Sertões Adentro, apoiada pela Can-Am. “Esses dias que antecedem a prova são desgastantes por conta de tantos detalhes com o UTV, com a equipe, as preocupações com o transporte dos equipamentos, pneus e acessórios. Segurar o equilíbrio emocional é essencial. Estou bem tranquila com o todo o processo de preparação. Meu Maverick X3 está fantástico, com o desempenho muito competitivo para enfrentar todos os terrenos” comentou a piloto que mantém uma rotina de treinos físicos e alimentação saudável para aguentar o ritmo de quase 10 dias de corrida.

O Sertões larga dia 30 de outubro, do Autódromo Velocittà, em Mogi Guaçu (SP), e chega dia 7 de novembro, em Barreirinhas (MA), cruzando 5 estados e o DF, somando 5.000 km.