Estados Unidos retiram impostos sobre capacetes, para estimular retorno das fábricas

Medida coloca em prática um dos objetivos, que é o de atrair as indústrias que ao longo dos anos se transferiram para a China.

Estados Unidos retiram impostos sobre capacetes, para estimular retorno das fábricas






Os Estados Unidos começam a reagir, em termos comerciais, ao novo momento que está por vir na economia mundial. Tal como acontece na Europa, é crescente a movimentação dos países para promover o retorno de fábricas que terceirizaram suas produções para empresas chinesas, ou mesmo que se mudaram integralmente para lá. 

O primeiro passo concreto é a isenção de impostos pagos por empresas norte-americanas sobre capacetes que foram importados da China desde setembro de 2019 até maio de 2020. Após várias solicitações do Gabinete de Relações Governamentais do MIC e vários membros do MIC para excluir motocicletas, peças e acessórios das tarifas da Lista 4 da China, o Representante Comercial dos Estados Unidos determinou que os capacetes para motociclistas estarão excluídos das tarifas impostas em 2019.
 
"As tarifas são impostos adicionais pagos pelos consumidores e empresas americanas, e não pela China", disse Erik Pritchard, presidente e CEO do Conselho da Indústria de Motocicletas. “Maio é o mês de conscientização sobre segurança de motocicletas, por isso estamos satisfeitos que o USTR tenha decidido excluir impostos adicionais sobre capacetes para motociclistas. O equipamento de segurança deve permanecer acessível e prontamente disponível para todos os pilotos.

A equipe de relações governamentais do MIC trabalhou com os membros do MIC, testemunhando juntos perante o USTR e a Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos. Também foram enviadas cartas às agências e aos formuladores de políticas.

"Começamos no ano passado, testemunhando nas audições da Comissão Internacional de Comércio dos Estados Unidos", disse Doug Hill, presidente da AFX América do Norte. "Através dos esforços incansáveis ​​do GRO do MIC nos últimos 14 meses, agora temos esse grande resultado. Como tive a chance de ver em primeira mão o impacto que podemos ter se trabalharmos juntos, exorto mais empresas a ingressarem no MIC, que defende continuamente em nome de todo o setor ".
 
O Conselho da Indústria de Motocicletas existe para preservar, proteger e promover o motociclismo por meio de relações governamentais, comunicações, relações com a mídia, estatísticas e pesquisa, programas de pós-venda, padrões de comunicação de dados e envolvimento em questões técnicas e regulamentares. Como uma associação industrial sem fins lucrativos, o MIC procura apoiar os motociclistas representando fabricantes, distribuidores, revendedores e revendedores de motocicletas, motonetas, ATVs, ROVs, peças de motocicletas / ATV / ROV, acessórios e serviços relacionados, e membros de operações aliadas, como empresas de seguros, finanças e investimentos, empresas de mídia e consultores.
 
Mais Informações pelo www.MIC.org.