Dicas para escolher a sua melhor moto

Você compraria um tênis maior ou menor do que o seu pé?

Dicas para escolher a sua melhor moto






Você compraria um tênis maior ou menor do que o seu pé? Talvez compre um maior, mas sabe que ele ficará largo e não te dará a segurança para uma boa corrida, especialmente nas curvas.

Mas o tênis menos que seu pé não terá qualquer utilidade. Se você forçar bastante e o pé ficar apertado lá dentro, certamente o desconforto será grande e as costuras vão se rasgar rapidamente.

E o que isso tem a ver com uma motocicleta? Bom, senta que lá vem história!!!

QUAL A MELHOR MOTO QUE EXISTE?

Nos meus 25 anos como jornalista especializado em motociclismo, esta é, sem dúvida, a pergunta TOP 10. Pode ser definida como a “pergunta de um milhão de dólares”.

Pense comigo, se a melhor moto do mundo existisse, não haveria motivo para termos mais de 100 marcas diferentes de motocicletas, e mais de 3.000 modelos ativos, com mais de 100 novos lançamentos mundiais todos os anos.

A resposta a esta pergunta é relativa. Pode não existir “A” melhor moto, mas com certeza existe “A” melhor moto “PARA VOCÊ”, em cada fase e cada momento da sua vida.

Se o motociclista vive uma vida 100% urbana, onde o contato com a moto é apenas durante a semana, para deslocamento ida e volta ao trabalho, ele provavelmente terá uma melhor moto. Posso até imaginar que veio à sua mente uma Honda CG, ou uma Bis, Pop, acertei?

Mas se aos finais de semana este mesmo motociclista gosta de pegar uma estrada rápida até a cidade vizinha, onde mora sua mãe, ou a namorada, ele terá outra “melhor moto” para ele. Caso ele tenha melhores condições financeiras, poderá ter uma moto para cada finalidade.

DEFINIR O ESTILO

O primeiro ponto a se levar em questão, portanto, é definir que tipo de motociclista você é no momento. Não queira comprar a moto para o motociclista que você ainda não é. Nada adianta ter uma moto que exige mais da sua pilotagem do que você consegue apresentar. Tampouco uma moto que tenha componentes específicos para uso no off-road, se você não tem conhecimentos mínimos para tal.

UM EXEMPLO

Vamos pensar na modalidade esportiva a motor que mais faz sucesso já há alguns anos: a MotoGP. Aquelas motos super potentes, que aceleram forte, freiam espetacularmente e fazem curvas incríveis. Não podemos esquecer que ao comando delas estão os melhores pilotos do mundo, pouco mais de 20 pessoas dentro de um universo de milhões de outros motociclistas.

Se até estes pilotos profissionais precisam se manter com nível máximo de atenção, imagine simples usuários, como todos nós. É por isto que os modelos de alta cilindrada direcionados para uso urbano possuem as mais diversas tecnologias. Os fabricantes buscam facilitar a vida dos condutores ao máximo, proporcionando uma pilotagem prazerosa e segura.

Creio que o melhor exemplo disto seja a nova Honda CB 1000R. Ela conta com o acelerador eletrônico Throttle by Wire, que oferece maior precisão na entrega de torque e potência, proporcionando o melhor controle possível em termos de tecnologia.

A moto vem com 3 níveis diferentes de controle de torque, e certamente um destes é ideal para condições variadas de asfalto, em dias de sol ou chuva. Também é possível desligar o sistema, caso seja o objetivo do condutor. Imagine que você está pilotando a moto num dia chuvoso, e você precisa acelerar ao passar por uma faixa pintada no asfalto. Ao invés do pneu traseiro escorregar e jogar o piloto ao chão, este sistema corta a injeção de combustível em milésimos de segundo, evitando derrapagens e um possível acidente. Ponto a favor para uma máquina que deseja ser a escolha correta para um piloto não tão acostumado a comandar suas 998,4 cilindradas oficiais.

Com 4 modos de pilotagem, a CB 1000R possibilita ao piloto configurar a potência, o controle do torque e do freio motor. Assim, você pode escolher o jeito mais seguro e confortável para pilotar na cidade ou na estrada, tendo sempre o máximo controle da motocicleta.

Item pouco observado por alguns, a suspensão merece elogios extras. Com tecnologia que teve origem nas competições, o sistema SFF (Separate Function front Fork) é daqueles em que uma das bengalas é responsável pelo amortecimento de compressão e a outra pelo sistema de retorno. Desta forma, o conjunto fica mais leve e ao mesmo tempo oferece respostas mais precisas.

Uma inovação interessante e útil é o acionamento automático do pisca-alerta, sempre que o piloto precisa fazer uma frenagem brusca e inesperada. Controlado por uma central computadorizada, ele mantém a sinalização ativa até o piloto soltar o freio.

O painel multicolor da CB 1000R permite visualizar as condições de pilotagem da motocicleta a partir dos modos de cores do painel, facilitando a checagem de informações.

Estas características da motocicleta mostram que ela pode ser o modelo ideal para quem sempre sonhou em ter uma moto de alta cilindrada, mas tem o receio de não conseguir domar a sua cavalaria. Ao poder regular os níveis de potência e torque, sendo escoltado por suspensões e freios topo de linha, o proprietário consegue usufruir muito mais da moto, com total segurança.

É assim que uma fábrica trabalha, de forma competente para ajudar a responder à não tão simples pergunta: “Qual é a melhor moto?”