Salvini lidera o Campeonato Italiano

Piloto faz excelente corrida em Custonaci e aumenta liderança na classe 450 4T

Salvini lidera o Campeonato Italiano
Fotos: Team S2 Motosport






Dois anos depois da última prova italiana na Sicília, neste fim de semana o Assoluti d’Italia’ voltou a Custonaci (TP) para a segunda rodada da temporada. Um calendário que decorre sem adiamentos ou cancelamentos, em total conformidade com os regulamentos anti Covid-19, graças ao excelente trabalho dos Moto Clubes responsáveis ​​por cada prova.

Uma corrida de dois dias com três etapas especiais (Enduro Test, Extreme Test, Cross Test) a ser repetida quatro vezes no sábado e no domingo, para um total de 22 provas cronometradas e 188 km, aguarda a Team S2 Motorsport e Alex Salvini.

Após a vitória conquistada no teste de abertura em Passirano (BS), Salvini se impôs novamente na classe 450 4T conquistando duas excelentes segundas posições atrás apenas de Oldrati, encerrando cada teste entre os três primeiros. Um desempenho constante, rápido e sem falhas, o que o confirma como líder da classificação do campeonato e também entre os protagonistas da geral, onde terminou apenas entre os dez primeiros.

Um resultado concreto, principalmente em termos de ritmo e velocidade de corrida, no recente retorno às corridas após a lesão e a conseqüente operação no ombro direito.

Dan Mundell, competindo no ranking reservado aos estrangeiros, o inglês foi autor de dois dias brilhantes, terminando em 8º e 6º no seu retorno após quase dois anos devido a uma lesão sofrida em 2019.

Ainda ausente, infelizmente, o terceiro piloto da Team S2 Motosport, o brasileiro Bruno Crivillin, ainda esta no Brasil tentando embarcar para europa.

A próxima rodada do ‘Assoluti d’Italia’ está marcada para os dias 24 e 25 de abril, em Piediluco (TR).

Alex Salvini: “Estou muito feliz com esta corrida porque além do excelente resultado, também trago para casa mais consciência e positividade depois da operação no ombro. Se tinha lutado em Passirano, nestes dois dias, por outro lado, consegui rodar como queria, rápido, mantendo o ritmo em todas as especiais e só na final é que as minhas forças começaram a falhar. Infelizmente no sábado caí forte, enquanto no domingo tive uma boa largada, fui sexto na geral perto dos três primeiros, então na última volta sofri algumas quedas e também empenei  o disco traseiro e acabei perdendo muito tempo. Mundell também foi muito bem e conseguiu terminar entre os dez primeiros nos dois dias de competição no seu regresso após quase dois anos de paralisação”.

 

Crédito: S2 Motorsport Press Office