Honda no AMA Supercross

Roczen esteve bem próximo da vitória em Atlanta

Honda no AMA Supercross
Foto: AMA Supercross






O Atlanta Motor Speedway da AMA Supercross terminou no sábado com a 15ª rodada, com Ken Roczen da Team Honda HRC liderando a maioria do evento principal do 450SX, mas finalmente se contentando com o segundo lugar, enquanto o companheiro de equipe Chase Sexton terminou em 10º. Na penúltima rodada da 250SX West Series, Hunter Lawrence mostrou boa velocidade em sua CRF250R antes de terminar em quarto.

Depois de conseguir uma boa largada e agressivamente assumindo a liderança na primeira volta, Roczen correu na frente durante a maior parte da corrida de 20 minutos mais uma volta, tornando os tempos de volta quase um segundo acima do segundo mais rápido e alongando sua vantagem para 12,060 segundos. Um erro tardio nos gritos resultou no alemão pular da moto e, embora tenha conseguido remontar rapidamente com a liderança, lutou para recuperar o ritmo. Na penúltima volta, ele foi ultrapassado pelo rival do título Cooper Webb, que ele perseguiu até o final por um segundo próximo. Roczen está em segundo na corrida pelo título.

Sexton foi o segundo melhor na qualificação cronometrada e conseguiu uma vitória impressionante na corrida de classificação, mas teve uma partida menos do que ideal no evento principal. Depois de um encontro com outro piloto o empurrou de volta para a nona posição, ele subiu para a sétima na segunda volta, apenas por problemas adicionais para colocá-lo de volta no bloco. Ele avançou para 10º na volta 11 de 14 e permaneceu nessa posição até o final.

Lawrence superou a qualificação 250SX pela primeira vez em sua carreira e depois chegou a uma vitória convincente em sua corrida de classificação. Depois que o evento principal foi marcado com a bandeira vermelha, Lawrence foi o quarto no reinício, mas ele saiu da pista na primeira volta enquanto evitava outro piloto, bateu em um bloco de tufo e caiu. Do 18º lugar, o australiano abriu caminho no pelotão, avançando 14 posições para salvar um impressionante quarto lugar.

 

NOTAS

  • Com apenas três dias entre as rodadas Atlanta 2 e Atlanta 3, a Team Honda HRC passou o tempo preparando as motos para o terceiro e último evento do Atlanta Motor Speedway.
  • Os testes rápidos do COVID-19 foram conduzidos em uma estação de drive-through fora da pista, e o pessoal da Team Honda HRC realizou sua segunda rodada de testes na manhã de quarta-feira.
  • A sessão de equitação do Media Day remarcada aconteceu sexta-feira, dando aos pilotos tempo para testar o traçado modificado da pista.
  • Para comemorar a quarta vitória do ano de Ken Roczen e o resultado da Team Honda HRC em Atlanta por 2 a 1, a equipe fez um churrasco no autódromo na noite de sexta-feira.
  • O piloto de testes da Team Honda HRC, Trey Canard, juntou-se à equipe nas duas últimas rodadas da tripla cabeça. Como membro do conselho da United States Motorcycle Coaching Association (USMCA), Canard participou do Race Day Live sábado à noite. O sete vezes campeão nacional da AMA, Ryan Dungey (irmão do mecânico Jade Dungey de Sexton), juntou-se à equipe na sexta-feira à tarde e também participou do Race Day Live no sábado.
  • A 15ª rodada deu início ao leilão on-line do St. Jude Children’s Research Hospital “We Won't Stop”, que será realizado até 3 de maio. O leilão inclui itens relacionados à corrida e outros que foram doados por equipes e pilotos.
  • Os treinos livres viram Roczen terminar em segundo mais rápido na classe 450SX, com Sexton uma posição atrás, em terceiro. Na classe 250SX West, Lawrence postou a quinta volta mais rápida.
  • Durante a qualificação 450SX, Sexton foi o segundo melhor com um tempo de 1’36.708 ”, e Roczen foi o terceiro mais rápido com 1’36.530”. Os pontos 12 e 16 foram para os pilotos da Honda Broc Tickle e Benny Bloss do SmarTop / Bullfrog Spas / MotoConcepts, respectivamente.
  • A classe 250SX West viu Lawrence se qualificar primeiro pela primeira vez em sua carreira, terminando mais rápido em ambas as sessões, com uma melhor volta de 1’39,208”(o único piloto na faixa de 1’39”). Mitchell Harrison, da Muc-Off Honda, foi 10º, os pilotos da Phoenix Racing Honda Enzo Lopes e Kyle Peters foram 11º e 13º, e o piloto da FXR Chaparral Honda Coty Schock foi 14º.
  • Sexton carregou sua velocidade de qualificação para o programa noturno, montando uma sólida vitória na primeira corrida de calor 450SX, enquanto Tickle e Bloss foram sétimo e oitavo, respectivamente. Na bateria 2, Roczen terminou em terceiro.
  • Lawrence pegou o holeshot de corrida de calor 250SX e liderou todo o caminho para a vitória, enquanto Peters e Lopes foram o sexto e o décimo. Na bateria 2, Harrison e Schock terminaram em sexto e oitavo, respectivamente.
  • As equipes e os pilotos agora viajarão para o Estádio Rice-Eccles em Salt Lake City para os dois últimos eventos. Nas classificações 250SX, a próxima rodada verá o retorno dos cavaleiros da Região Leste, com a final recebendo o confronto Leste / Oeste 250SX.

Ken Roczen: “Atlanta 3 foi muito bom para nós. A pista foi muito, muito difícil. Na luta principal, fizemos exatamente o que precisávamos, fizemos uma boa largada e a passagem para a liderança aconteceu bem rápido. Eu coloquei um intervalo de 12 segundos entre mim e o segundo. Depois, meu guidão ou meus grampos triplos foram apenas um pouco ajustados, [Cooper] Webb fez a passagem acontecer a algumas voltas do fim. Acabei em segundo e perdi três pontos, mas a equipe e eu fizemos um ótimo trabalho e quase ganhei. Quero me agarrar ao lado positivo, o que significa que montei muito bem e vou chegar forte em Salt Lake City ”.

Chase Sexton: “Atlanta 3 começou muito bem; Eu estava na P2 na qualificação, o que obviamente não foi a primeira, mas ainda estava muito feliz com isso. Senti-me bem com a moto e senti que estava a rodar bem e depois na corrida de calor fiz uma boa partida e fiz alguns passes rápidos, consegui chegar à primeira e rodei muito bem. Achei que provavelmente rodei o melhor que fiz durante todo o ano, então me senti confortável para ir para o evento principal. Não fiz a melhor largada, fiz alguns passes rápidos, mas depois me atrapalhei na moto de alguém e fui para trás, acabei saindo da pista no whoops. Não foi o evento principal que eu queria e não corri de acordo com meus padrões, mas no geral tivemos uma exibição muito boa em Atlanta e esperamos superar isso em Salt Lake City. Vamos voltar ao trabalho esta semana e nos preparar para as duas últimas rodadas”.

Hunter Lawrence: “Meu fim de semana foi agridoce. Estava muito promissor com o P1 nas sessões de qualificação e na vitória na corrida de calor, parecia muito bom para o principal. Na primeira largada coloquei-me em uma ótima posição e passei para o segundo lugar, atrás de [Justin] Cooper e estava me sentindo muito bem, mas infelizmente recebemos a bandeira vermelha. Após o reinício, passei pelo bloco em quinto lugar e, em seguida, Cameron [McAdoo] quase caiu da moto na seção de areia. Não acho que ele estava onde precisava estar, mental ou fisicamente. Ele desviou bem na minha frente, e minhas únicas opções eram bater nele ou tentar escapar da pista e errá-lo, e foi o que fiz e acabei pousando no Bloco Tufo. Estou muito frustrado com isso; com aquela queda, para terminar dois segundos atrás do terceiro lugar, acho que poderia ter vencido, considerando o quão bem eu estava me sentindo bem. Estou muito chateado com a forma de como a noite terminou, mas feliz com a forma como a equipe e eu operamos durante o dia e como está indo minha pilotagem, então mal posso esperar por Salt Lake City”.

Erik Kehoe, Líder de equipe: “O evento de Atlanta 3 começou bem com todos os nossos três pilotos se classificando entre os três primeiros colocados no geral, o que é um grande feito considerando a competição difícil. Chase e Hunter ganharam suas corridas de calor, preparando-se para boas posições iniciais para alinhar nos eventos principais. Infelizmente, ambos tiveram incidentes de corrida no início da corrida que causaram desafios no midpack. Ken teve uma largada incrível no evento principal e liderou sem falhas nas primeiras nove voltas. Infelizmente, ele caiu na 10ª volta e perdeu o ímpeto, mas ainda assim se manteve em segundo lugar. A equipe aprendeu muito com a experiência nos eventos de Atlanta e se reagrupará e se preparará para os dois últimos eventos em Salt Lake City!”.

 

Crédito: Honda Racing Corporation