Iveco Usual Racing pronta para a Copa Truck

Equipe patrocinada pela Pro Tork deposita esperança do título em Felipe Giaffone

Iveco Usual Racing pronta para a Copa Truck
Foto: Iveco Divulgação






A Iveco Usual Racing iniciou suas atividades na Copa Truck em 2019 e logo no primeiro ano disputou o título até a última corrida. Neste ano não poderia ser diferente e novamente a equipe patrocinada pela Pro Tork encara o desafio de decidir o campeonato com o caminhão #4 de Felipe Giaffone.

Interlagos será o palco da disputa e o multicampeão nos caminhões chega à capital paulista neste final de semana com a sexta colocação no campeonato, somente 14 pontos atrás do líder.

Djalma Pivetta também chega forte para a final do certame, o piloto do caminhão #21 conquistou seus melhores resultados na categoria neste ano, incluindo dois pódios na em Goiânia, e espera um bom rendimento para fechar a temporada 2020 em alta.

A novidade nesta etapa é que além dos caminhões de Pivetta e Giaffone, a Iveco Usual Racing vai inscrever um terceiro. Vencedor de cinco provas na Truck, Valmir Benavides, o “Hisgué”, será o piloto convidado da equipe em São Paulo e vai pilotar o caminhão #2.

O evento deste final de semana é o terceiro em conjunto com a Stock Car, novamente as duas principais categorias do esporte a motor no Brasil se unem para fazer um espetáculo de velocidade.

A programação determina dois treinos livres na sexta-feira, um treino livre no sábado às 12h55 e quali às 16h. As provas terão transmissão ao vivo no domingo, a partir das 14h, pelos canais SporTV e Youtube da categoria.

A exemplo de todas as etapas da Copa Truck realizadas este ano, as corridas deste fim de semana são submetidas a um rigoroso protocolo de segurança e sem a presença de público. A categoria foi a primeira a promover um evento em meio à pandemia e estabeleceu parâmetros para o retorno das competições nos autódromos do Brasil.

  

O que eles disseram:

Felipe Giaffone: “O ano foi difícil em alguns momentos, de altos e baixos, como em Goiânia onde fomos muito bem e depois sofremos com algumas quebras. Mas nas últimas duas corridas conseguimos terminar e colocar o caminhão em condição de lutar pelo título. Sabemos que em condições normais ainda não temos o melhor equipamento mas é muito animador chegar na última etapa na disputa do título. Nosso caminhão é muito bom de chassi, mas ainda precisamos dar uma afinada em motor, é nisso que estamos trabalhando, estou muito animado”.

 

Djalma Pivetta: “Eu me sinto muito feliz e orgulhoso pela nossa equipe estar disputando pelo segundo ano consecutivo o título do campeonato. Estou com uma expectativa muito boa para Interlagos, que é um dos maiores palcos do automobilismo no Brasil. Vamos trabalhar para conseguir um bom resultado com os dois caminhões e quem sabe trazer o título para casa”.

 

Ranking da Grande Final:

  1. Beto Monteiro, 124
  2. André Marques, 116
  3. Valdeno Brito, 112
  4. Wellington Cirino, 110
  5. Jô Augusto, 110
  6. Felipe Giaffone, 110
  7. Danilo Dirani, 108

 

Crédito: Daniela Burgonovo