GAS GAS estreia com oitava colocação no Mundial de MX

Final de semana marcou uma nova era no motociclismo para a marca espanhola.

GAS GAS estreia com oitava colocação no Mundial de MX

Ninguém sabe ainda, de forma exata, quais os principais objetivos que a KTM teve ao adquirir a marca GAS GAS. Já proprietária de dois dos mais renomados nomes do mercado mundial - KTM e Husqvarna, aparentemente a gigante austríaca mirava as motos de trial. Mas a realidade, até o momento, tem sido a entrada da GAS GAS no mundial de motocross, uma das especialidades que a então empresa catalã nunca atacou efetivamente, em tempos passados. 

Apesar dos fortes ventos, que colocaram a etapa em risco, o Campeonato Mundial de Motocross da FIM teve sua abertura realizada na Grã-Bretanha, mais precisamente na bacia de Matterley. Glenn Coldenhoff, da Standing Construct GASGAS Factory Racing, conseguiu dois ótimos resultados com sua MC 450F.

Os ventos e as chuvas fortes forçaram os organizadores a mudarem drasticamente o horário de treinos e qualificação de sábado. A batgeria de abertura viu Coldenhoff começar bem, completando a primeira volta na sexta e continuando a andar fortemente durante toda a corrida. Avançando para a quinta na segunda volta, Glenn manteve sua posição até a sete, quando caiu um lugar para o sexto, onde ficou até a bandeira quadriculada. Glenn completou a primeira moto apenas 30 segundos atrás do vencedor da corrida Jeffrey Herlings. Ao final da prova, Coldennhoff somou 30 pontos, apenas oito atrás do segundo colocado, Tim Gajser.

O companheiro de equipe de Coldenhoff, Ivo Monticelli, teve mais dificuldade para impor seu ritmo, e terminou o final de semana na 24ª posição. Na MX2, Jeremy Sydow somou 15 pontos e ocupa o 13º lugar. Na EMX125, Guillem Farres terminou na 12ª posição geral, enquanto David Braceras terminou na 19ª. Enfim, os pilotos GAS GAS chegaram ao mundial de MX. 

 

RESULTADOS - FIM Motocross World Championship 2020 - Etapa 1 

MXGP - Overall
1. Jeffery Herlings (KTM) 47pts 

2. Tim Gajser (Honda) 38

3. Antonio Cairoli (KTM) 38

MXGP - Race 1
1. Jeffrey Herlings (KTM) 35:33:506, 13 laps

2. Jeremy Seewer (Yamaha) 35:45:376

3. Mitchell Evans (Honda) 35:50:557

MXGP - Race 2
1. Tim Gajser (Honda) 35:44:501, 13 laps

2. Jeffrey Herlings (KTM) 36:07:883

3. Antonio Cairoli (KTM) 36:12:896

MX2 - Overall
1. Jago Geerts (Yamaha) 43pts

2. Tom Vialle (KTM) 40

3. Mikkel Haarup (Kawasaki) 40

MX2 - Race 1
1. Jago Geerts (Yamaha) 36:43:110, 13 laps

2. Jed Beaton (Husqvarna) 36:48:030

3. Mikkel Haarup (Kawasaki) 36:51:120

MX2 - Race 2
1. Tom Vialle (KTM) 36:05:077, 13 laps

2. Rene Hofer (KTM) 36:07:040

3. Mikkel Haarup (Kawasaki) 36:57:073

CLASSIFICAÇÃO GERAL - APÓS ETAPA 1 

MXGP
1. Jeffery Herlings (KTM) 47pts

2. Tim Gajser (Honda) 38

3. Antonio Cairoli (KTM) 38

MX2
1. Jago Geerts (Yamaha) 43pts

2. Tom Vialle (KTM) 40

3. Mikkel Haarup (Kawasaki) 40

 

Herlings venceu a primeira da temporada 2020