Rally Dakar 2021 Etapa 10

Foi um dia para recordar!

Rally Dakar 2021 Etapa 10
Rally Dakar 2021






MOTOS

Os competidores percorreram um total de 574 km, sendo 342 km cronometrados, num percurso ligando Neom a AlUla.
O americano Ricky Brabec – Honda venceu a 10ª etapa do Dakar 2021. Numa recuperação impressionante, após chegar a 13ª colocação na classificação acumulada, com o resultado desta quarta-feira o vencedor de 2020 assume a vice-liderança da categoria, ficando há apenas 51 segundos do novo líder, o argentino Kevin Benavides – Honda que fez o 3º melhor tempo no dia (+ 00h 05’ 11”).
Mesmo sendo a segunda moto a largar, Brabec apostou num ritmo muito forte e teve uma navegação perfeita. Superou Benavides no km 100, sendo o mais rápido do km 136 até o final. Já o argentino chegou a ser o mais rápido no início da especial, mas perdeu tempo num erro antes do km 90 e teve de acelerar muito para minimizar o prejuízo e conquistar a liderança do Dakar 2021.
Já para o chileno Jose Ignacio Cornejo – Honda, que largou como líder da prova, o dia ficou marcado por uma queda no KM 252. O chileno continuou na prova, mas concluiu a etapa na 11ª colocação (+ 00h 17’ 42”), caindo da 1ª para a 3ª posição na classificação acumulada (+ 00h 01’ 07”). Mas já no acampamento, não estava se sentindo muito bem. Foi submetido a um exame pela equipe médica e teve de tomar a decisão de abandonar a prova.
“Tenho a certeza de que o Nacho tinha muita pressão. Liderar o Dakar não é fácil. Não creio que haja muita pressão da equipe. Ele é o melhor navegador neste rally. Todos nós sabemos que todos queremos vencer. Vencer é a melhor coisa que existe na vida. Não há ordens de equipe ", explicou Brabec após a chegada.
Numa etapa com pódio 100% das motos da Honda, a 2º colocação da etapa foi conquistada pelo espanhol Joan Barreda (+ 00 03’ 15”). Na acumulada, com a desistência de Cornejo, Barreda subiu da 5ª para a 4ª posição (+ 00h 15’ 40”).
O americano Skyler Howes – KTM foi o 4º colocado na etapa (+ 00h 05’ 48”). Na acumulada está na 5ª posição (+ 00h 29’ 38”).
Faltando apenas duas etapas, o fabricante japonês teria tem 100% do pódio provisório do Dakar 2021. Com o surpreendente abandono de Cornejo, a diferença entre Brabec e Benavides é de menos de um minuto. Fica difícil apontar um favorito. A única esperança da KTM recuperar sua hegemonia de 18 vitórias consecutivas cai sobre os ombros do britânico Sam Sunderland – KTM. O vencedor da edição de 2017 não fez uma navegação perfeita e completou a etapa na 8ª colocação (+ 00h 12’ 37”). Sunderland precisará apostar todas as fichas nas duas etapas finais. Após 10 etapas ele é o 3º colocado (+ 00h 10’ 36”).
"Cometi alguns erros. Um pouco decepcionante, mas estou apenas tentando fazer o meu melhor, como todo mundo. O roadbook é superdifícil. Eu estava na frente do grupo antes e então, em um momento, não consegui encontrar o caminho e apenas tentei seguir os caps que estavam no roadbook, mas estava fora de pista. Na esperança de encontrar o caminho certo, mas acabei fazendo alguns círculos. Os meninos estão fazendo um bom trabalho abrindo as especiais e não perdendo muito tempo", disse Sunderland.
Joaquim Rodrigues – Hero teve mais um dia de performance espetacular, conquistando um TOP 10. O piloto português completou a etapa na 10ª colocação (+ 00h 16’ 24”). Com o excelente resultado ele subiu da 12ª para a 11ª colocação na acumulada (+ 01h 47’ 52”).
O português Rui Gonçalves – Sherco ficou com a 19º posição na especial (+ 00h 32’ 14”). Com o resultado subiu da 22ª para a 21ª colocação na acumulada (+ 06h 00’ 53”).
Sebastian Bühler – Hero foi o 21º colocado na etapa (+ 00h 44’ 31”) e na classificação acumulada manteve a 16ª colocação (+ 03h 31’ 08”).

QUADRICICLOS
O americano Pablo Copetti – Yamaha voltou a vencer uma etapa. O chileno Italo Pedemonte – Yamaha foi o 2º colocado (+ 00h 00’ 20”). Mantendo um monitoramento sobre seus principais adversários e com muita concentração para não perder o foco, argentino Manuel Andújar – Yamaha fez o 3º melhor tempo do dia (+ 00h 02’ 45”), seguido pelo francês Alexandre Giroud – Yamaha (+ 00h 04’ 17”) e o chileno Giovanni Enrico – Yamaha (+ 00h 05’ 34”).
Com o resultado, após 10 etapas Manuel Andújar continua na liderança da categoria Quadri. Ele conseguiu ampliar sua vantagem sobre o 2º colocado, Alexandre Giroud (+ 00h 21’ 00”). Giovanni Enrico completa o pódio provisório (+00h 27’ 04”).

UTV / SSV
O vice-campeão da categoria SSV em 2020 e campeão dos quadriciclos no Dakar 2017, o russo Sergey Karyakin em dupla com o compatriota Anton Vlasiuk – Can-Am venceu a 10ª etapa.
Cientes de que é agora ou nunca, o americano Austin Jones e o brasileiro Gustavo Gugelmin – Can-Am, partiram para cima e conseguiram um resultado muito melhor do que na etapa anterior, terminaram o dia com o 2º melhor tempo (+ 00h 00’ 29”). Com este resultado eles sem mantêm na 2ª colocação da classificação acumulada (+ 00h 10’ 13”), e o mais importante, conseguiram descontar dois minutos da vantagem dos chilenos Francisco Chaleco Lopez e Juan Pablo Vinagre – Can-Am, líderes da categoria, que conquistaram a 6ª colocação nesta quarta-feira (+ 00h 02’ 41”). Nada está decidido!
A 3ª colocação do dia ficou nas mãos dos poloneses Michał Goczał e Szymon Gospodarczyk – Can-Am (+ 00h 01’ 10”). Na acumulada eles ocupam a 4ª colocação (+ 00h 01’ 59”).
Os brasileiros Reinaldo Varela e Maykel Justo – Can-Am fizeram o 7º melhor tempo (+ 00h 03’ 48”). A dupla continua na 5ª colocação na acumulada (+ 01h 24’ 47”).
A dupla dos poloneses Aron Domzala e Maciej Marton – Can-Am ficou com a 9ª colocação na etapa (+ 00h 07’ 19”). Na classificação acumulada continuam na 3ª colocação (+ 00h 42’ 41”).
Nos protótipos T3 a vitória da etapa foi conquistada pela dupla do irlandês Kris Meeke, experiente piloto do WRC, e holandês Wouter Rosegaar – Zephyr. A dupla dos franceses lionel Baud e Loic Minaudier – Zephyr ficou com o 2º melhor tempo (+ 00h 01’ 28”). A 3ª posição do dia também foi para uma dupla francesa, Jean Remy Bergounhe e Jean Brucy – Zephyr (+ 00h 09’ 58”).
Após 10 etapas os checos Josef Machacek e Pavel Vyoral - Buggyra Can-Am mantêm a liderança da categoria, seguidos da dupla da italiana Camelia Liparoti e a alemã Annett Fischer – Yamaha X-Raid (+ 01h 30’ 49”). A terceira posição na acumulada é de Philippe Pinchedez e Vincent Ferri (+ 02h 25’ 58”).
Os portugueses Rui Carneiro e Filipe Serra – Can-Am conquistaram o 5º melhor tempo na etapa (+ 00h 13’ 41”). Após a etapa caíram da 6ª para a 8ª colocação (+ 04h 54’ 54”).
Por Klever Kolberg
Foto Divulgação: Florent Gooden / Eric Vargiolu / DPPI
Angelo Savastano – Savastano Photo Sport