Mundial de MX: melhores vídeos da etapa da Espanha

Jorge Prado acelerou forte em casa e foi um dos destaques do final de semana, ao lado de Tom Vialle, que aumentou sua liderança na categoria.

Mundial de MX: melhores vídeos da etapa da Espanha
Fotos: KTM Racing Newsletter






Jorge Prado conquistou sua segunda vitória MXGP em 2020 ao ganhar o Grande Prêmio realizado dentro de sua casa, na Espanha. Na MX2, Tom Vialle venceu pela quinta vez nesta temporada e aumentou a liderança no campeonato.

  • Jorge Prado conseguiu seu primeiro 1-1 na MXGP para comemorar sua primeira e grande vitória em casa.
  • Tony Cairoli pontuou em 6º e permaneceu na 2º posição no MXGP.
  • Tom Vialle confirmou a vitória geral no MX2 e agora soma 10 pódios em 12 rodadas.

A MXGP saiu da série de corridas na Itália e visitou o novo circuito Xanadú - Arroyomolinos, ao sul de Madrid. O relevo diversificado da região apresentava alguns terrenos acidentados e irregulares e alguns grandes saltos e usando a ligeira elevação natural do terreno, pode-se criar um tempo de volta de um minuto e cinquenta segundos. Jeffrey Herlings não esteve presente. O piloto holandês terá que ficar parado por trinta dias devido à queda que sofreu no Grande Prémio Citta di Faenza e por isso, optou por uma pequena cirurgia no  pé e assim estar recuperado e em plena forma em 2021.  

MXGP

Jorge Prado - Um dia perfeito para o novato MXGP de 19 anos. Prado conquistou os holeshots e as duas baterias para registrar seu primeiro 1-1 na categoria rainha, seu sexto pódio e seu primeiro sucesso real em um GP em solo espanhol. Prado correu livre de Romain Febvre na primeira corrida e depois teve que resistir à pressão de Tim Gajser na segunda. Prado acabou se afastando do campeão mundial para chegar à bandeira quadriculada com uma vantagem de cinco segundos. A quinta participação de Prado no pódio nos últimos seis Grandes Prêmios o que dá a ela o 4º lugar na classificação e fica apenas a 5 pontos dos três primeiros colocados.

Jorge Prado: “Exatamente o que eu queria fazer hoje. Esse era meu objetivo aqui na Espanha. Meu primeiro 1-1 no MXGP! Eu me senti o melhor por aí e fiquei muito animado quando cruzei a linha de chegada. A segunda corrida foi muito boa. As primeiras voltas foram intensas com Tim e a pista era muito técnica e cheia de sulcos. Você tinha que ser muito preciso e suave, sem erros. Foi um grande dia".

Tony Cairoli - O nove vezes campeão mundial ficou em 16º lugar nos treinos cronometrados. A sua posição no Gate significa uma péssima largada da primeira moto e Cairoli subiu para a 7ª posição. O siciliano fez um lançamento melhor na segunda corrida, mas caiu e seu joelho problemático tocou ao chão e por isso, não mais conseguiu atacar os pilotos à sua frente. Tony acabou ficando em 6º lugar e ficou com a mesma posição na classificação final. O número 222 está em 2º lugar no ranking de pontos, 24 atrás de Gajser.

Tony Cairoli: “Uma péssima largada na primeira volta, mas consegui voltar ao 7º lugar. Não foi tão fácil passar aqui, mas eu não queria perder muitos pontos, então tive que fazer acontecer. Não fiquei contente, mas o início da segunda bateria foi bem melhor. Tentei fazer a segunda curva de forma agressiva, mas o joelho pegou no chão e doeu um pouco. Eu empurrei novamente. Perdi algumas posições e ganhei algumas, mas terminei em 6º. Não foi um bom fim de semana, mas podemos nos reorganizar para dar um impulso nas últimas seis corridas. Ainda existem muitos outros pontos na disputa. Agora vamos para Lommel e muitas coisas podem acontecer na areia".

MX2

Tom Vialle - Vialle assinou a 7ª volta mais rápida em uma manhã fria, mas ensolarada de treino cronometrado. O francês conseguiu saltar do Gate para o seu 14º holeshot da temporada na primeira bateria (11 a mais que o próximo piloto mais próximo). Ele enfrentou alguma pressão da dupla Husqvarna de Jed Beaton e Thomas Kjer Olsen, mas finalmente conseguiu manter o dinamarquês na roda traseira e venceu sua 11ª corrida de 2020. Na segunda saída Vialle estava novamente a frente no início dos 30 minutos e 2 voltas de distância. Ele lutou com o rival pelo título Jago Geerts e construiu uma vantagem confortável sobre o belga. Na última volta errou na curva antes do pit lane e freou a moto. O intervalo permitiu que Geerts passasse, mas Vialle retomou o segundo lugar e ainda assim alcançou a vitória geral. Vialle é o primeiro vencedor francês do GP da Espanha em dez anos. Ele defende uma vantagem de 52 pontos (um Grande Prêmio completo com seis restantes no calendário) sobre Geerts.

Tom Vialle: “Rodei muito bem o dia todo. Naquela volta, a roda traseira subiu e bloqueei a moto na frenagem. Fiquei um pouco zangado porque era a última volta, mas ainda assim levamos a classificação geral e marcamos mais alguns pontos no campeonato. Tenho andado  muito na areia e gosto muito, por isso espero que possamos ir bem em Lommel".

A MXGP seguirá para uma rodada tripla na Bélgica, onde acontecerá o Grande Prêmio da Flandres, nas difíceis areias de Lommel, em 18, 21 e 25 de outubro.

Resultados MXGP Grande Prêmio da Espanha 2020

1. Jorge Prado (ESP) Red Bull KTM Factory Racing (1-1)
2. Tim Gajser (SLO) Honda (3-2)
3. Romain Febvre (FRA) Kawasaki (2-3)
4. Glenn Coldenhoff (NED) GasGas (5-4)
5. Clement Desalle (BEL) Kawasaki (4-7)
6. Tony Cairoli (ITA) Red Bull KTM Factory Racing (7-6)

Classificação MXGP 2020 após 12ª rodada

1. Tim Gajser 441
2. Tony Cairoli 417
3. Jeremy Seewer 396
4. Jorge Prado 391
5. Glenn Coldenhoff 375
9. Jeffrey Herlings 263

Resultados MX2 Grande Prêmio da Espanha 2020

1. Tom Vialle (FRA), Red Bull KTM Factory Racing (1-2)
2. Jago Geerts (BEL) Yamaha (5-1)
3. Thomas Kjer Olsen (DEN) Husqvarna (2-7)
4. Roan van de Moosdijk (NED) Kawasaki (8-3)
5. Maxime Renaux (FRA) Yamaha (6-5)

 
Classificação MX2 2020 após 12ª rodada

1. Tom Vialle 525
2. Jago Geerts 473
3. Jed Beaton 379
4. Maxime Renaux 372
5. Thomas Olsen 347
21. Rene Hofer 73

Crédito: Divulgação KTM