Respirador da Honda fica pronto

Protótipo entra na fase final de desenvolvimento, já com as principais funções como a dosagem da mistura de ar e oxigênio, ajuste de pressão e controle da frequência de respiração.

Respirador da Honda fica pronto






A fábrica de motos da Honda em Manaus, numa parceria com a Universidade do Estado do Amazonas, concluiu o desenvolvimento do primeiro protótipo de ventilador pulmonar mecânico, a partir de um acordo de cooperação entre as instituições. O protótipo possui as principais funções de um respirador hospitalar, como a dosagem da mistura de ar e oxigênio, ajuste de pressão e controle da frequência de respiração.

Segundo a empresa, a próxima etapa irá concluir o sistema eletrônico e de digitalização dos comandos, podendo ser realizados os primeiros testes por uma equipe médica e posterior homologação. Só depois disso será avaliada o início da produção dos equipamentos.

"Sabemos que a expectativa por uma solução rápida no combate ao novo coronavírus é muito grande e estamos avançando com responsabilidade. Ainda é cedo para falarmos em prazos e mesmo para confirmar a viabilidade da produção. Trata-se de um projeto complexo e a segurança das pessoas é a nossa prioridade.", afirmou Julio Koga, Vice-presidente Industrial da Moto Honda da Amazônia.


Honda Automóveis inicia entrega de respiradores para a rede hospitalar

Engajada no combate aos efeitos da pandemia de Covid-19, a Honda Automóveis deu início hoje, 08 de abril, às entregas de respiradores artificiais consertados para as unidades hospitalares.

O primeiro equipamento foi entregue ao Pronto Socorro Municipal Santa Cruz, no município de Iracemápolis, distante aproximadamente 50 km da fábrica da Honda em Sumaré, interior de São Paulo.

O reparo levou cerca de uma semana, incluindo 48 horas de calibração e testes, após a solução do defeito.
Integrante da força-tarefa criada pelo Ministério da Economia para aumentar o número de aparelhos disponíveis para o atendimento aos pacientes infectados pelo novo coronavírus, a Honda Automóveis envolveu cerca de 30 profissionais e parceiros externos no projeto.

"Esse é um dos grandes desafios que o mundo está enfrentado. Somente agindo em conjunto, poderemos superá-lo. A Honda Automóveis está contribuindo com a sociedade e com todos aqueles que seguem na linha de frente da luta contra esse vírus", afirma Otávio Mizikami, Vice-presidente Industrial da Honda Automóveis do Brasil.

A expectativa é atender a demanda de cidades próximas a sua unidade fabril. A empresa já recebeu cerca de 50 equipamentos. Cinco entregas estão previstas para os próximos dias.


Serviço

Os hospitais ou centros de saúde que possuem reparadores inoperantes devem enviar informações sobre o modelo do equipamento, o defeito e o local de retirada para codia@mdic.gov.br. As demandas serão priorizadas por ordem de chegada.

O grupo envolvido na força-tarefa da qual a Honda é integrante providenciará a logística de retirada e entrega após o conserto.