Honda Racing conclui treinos na Espanha

A equipe HRC completou dois dias de intenso trabalho em sua pista localizada na Catalunha

Honda Racing  conclui treinos na Espanha
Fotos: Honda Racing Corporation






Foi uma sessão de dois dias bem atarefada e satisfatória para o plantel de fábrica da Honda, embora Álvaro Bautista só tenha rodado no primeiro dia, ainda com uma pequena lesão que sofreu nos treinos do fim da semana passada. Seu peito estava muito dolorido depois de um dia intenso na pista, então Álvaro e sua equipe decidiram encerrar a sessão mais cedo. Depois de trabalhar muito em vários aspectos da configuração da moto, especialmente a parte eletrônica, o espanhol ficou satisfeito com as melhorias feitas pelos engenheiros japoneses e com o trabalho de configuração realizado até agora.

Leon Haslam aproveitou ao máximo os dois dias, que ofereceram condições climáticas ideais, permitindo ao britânico trabalhar na eletrônica, no chassis e na posição na moto, entre outras coisas. Ele foi o segundo mais rápido na pista no primeiro dia e terminou em sexto no geral.

A equipe HRC agora retornará à base antes de retornar à pista para continuar seus preparativos antes do início da temporada em meados de maio.

Álvaro Bautista: “No fim de semana passado tive uma pequena queda enquanto treinava com a moto MX e lesionei meu peito. Assim que subi na moto aqui em Barcelona, ​​percebi que a dor era mais intensa do que eu esperava, mas, felizmente, ainda pudemos completar o cronograma de testes de ontem. Tínhamos muitos itens novos para testar em diferentes áreas da moto, desde a configuração do motor até a eletrônica, a distribuição de peso e minha posição de pilotagem. HRC fez um ótimo trabalho durante o inverno. Estamos felizes e preparamos uma boa base para o início da temporada, e a moto está muito mais consistente ao longo de toda a volta, especialmente no que diz respeito a eletrônica. Esta manhã, infelizmente, estava com muito mais dor e, considerando que fizemos muito trabalho ontem, a equipe e eu decidimos que eu não iria pilotar. Tentei, para ver se conseguia fazer alguns retoques finais, mas parei depois de algumas voltas. De qualquer forma, reunimos muitas informações para enviar ao Japão e estou muito confiante de que podemos fazer mais progressos durante os próximos testes”.

Leon Haslam: “Estou contente com a forma de como estes testes decorreram porque pudemos  desfrutar de excelentes condições climáticas e conseguimos aproveitar os dois dias. Percebi imediatamente que as atualizações que a HRC trouxe para a moto eram promissoras, porque fomos rápidos desde o início, numa pista onde não estava particularmente confortável no ano passado. E eu realmente gosto da mudança que eles fizeram, já que minha sensação agora é muito melhor através dessa seção. Mais importante ainda, não fomos rápidos apenas na única volta, mas também em termos do nosso ritmo de corrida, que é crucial e um dos pontos que queria melhorar em comparação com o ano passado. Em Jerez, trabalhamos muito na minha posição de pilotagem e equilíbrio, enquanto aqui nos concentramos principalmente na eletrônica. O segundo dia nos viu tentar algumas coisas diferentes, mas no final fechamos o círculo, descartando certas coisas e voltando a configuração de ontem. Perto do final da sessão final, tentei melhorar meu melhor tempo do primeiro dia, mas minha volta foi interrompida quando a bandeira vermelha saiu, infelizmente. No geral, tivemos algum tempo de trilha construtivo aqui”.

 

Crédito: Honda Racing Corporation