Vespa celebra 75 anos

Levantamento realizado pela plataforma revela que Scooter clássica registrou aumento de vendas

Vespa celebra 75 anos
Foto: Internet Divulgação






Ícone do mundo das duas rodas, a Vespa acaba de celebrar seu 75º aniversário de produção neste mês de abril. Seu desenho, identificado facilmente pelas linhas arredondadas e pela aparência despojada, fez da pequena motocicleta um modelo cobiçado por colecionadores e entusiastas. E a procura pela clássica scooter vem crescendo vigorosamente na OLX, a maior plataforma de compra e venda online de automóveis do Brasil. Neste primeiro trimestre de 2021, o site registrou um aumento de 46% nas vendas de exemplares e itens relacionados à Vespa, em comparação ao mesmo período de 2020; e de 59% em relação aos últimos três meses do ano passado.

A valorização da Vespa também vem acompanhando o crescimento da demanda. O preço médio de venda do modelo, atualmente na casa dos R$ 11.437, anotou um aumento de 56% de janeiro a março deste ano, em relação ao primeiro trimestre de 2020, e alta de 50%, se comparado com os últimos três meses do ano passado. “A Vespa é dona de um visual único e emblemático e que remete a uma época nostálgica, romântica. O porte compacto e a aptidão urbana também chamam a atenção da motocicleta, que conta com exemplares pouco rodados e bem conservados à disposição na plataforma”, explica Flávio Passos, vice-presidente de Autos e Comercial da OLX.

Outro indicador da alta procura pela Vespa na OLX é o seu tempo médio de venda, ou seja, o prazo que a motocicleta leva para ser vendida desde a data em que é anunciada na plataforma, e que no primeiro trimestre deste ano é de 23 dias. Este período é 14% menor que o anotado no último trimestre de 2020 e 8% mais curto que o registrado entre janeiro e março do ano passado.

A Vespa PX 200 encabeça o ranking das versões mais vendidas da scooter por meio da OLX, com nada menos que 69,6% do total de unidades comercializadas. O segundo lugar da lista é ocupado pela Vespa LX 150, equipada com motor de 151 cm³; seguido pela Vespa PX 150 Originale; e pela Vespa LXV 150, dotada de motor de 155 cm³; na 4ª posição. A lista segue com as versões GTS, Super e Super Sport 250 I.E., na 5ª colocação; pela Vespa Primavera 125, em 6º lugar, pela Vespa Classic VXL 150, em 7º, pela Vespa GTV/GTS Touring 300, em 8º, e pela Vespa Primavera 150, em 9º. A Vespa Sprint 150 S fecha a lista. Em relação aos anos mais vendidos, exemplares com mais de duas décadas de fabricação dominam o ranking das 10 Vespas mais vendidas, sendo a mais nova datada de 1998.

Entre os modelos anunciados na plataforma, os destaques ficam por conta de três Vespas PX 200. Anunciada por R$ 25 mil, uma Elestart ano 1987, exibe carenagem em verde metálico e vem equipada com bauleto traseiro da mesma cor da moto. A scooter ostenta placa preta, adereço peculiar de modelos clássicos e que atesta sua originalidade, e seu hodômetro registra 40.742 quilômetros rodados. Outro exemplar, ano 1988, anunciado na plataforma por R$ 19.900 chama a atenção pela cor externa preta. O texto publicado indica a presença de rodas italianas e que a motocicleta passou por uma recente restauração. O outro exemplar PX 200, também na cor preta, oferecido por R$ 12 mil, foi fabricado em 1986 e está com 23.400 km rodados.

 

 

Sobre a Vespa

Desenvolvida e produzida pela Piaggio, uma antiga fabricante italiana de peças para aviões, a Vespa surgiu em abril de 1946, logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, em razão da demanda por meios de transporte mais acessíveis à população européia atingida pela crise econômica decorrente do conflito. Alguns dos itens presentes na scooter foram inspirados em aviões como o desenho da carenagem e a roda dianteira, que era baseado no trem de pouso de uma aeronave. Ao ouvir o ruído do motor de dois tempos, o dono da Piaggio, Enrico Piaggio percebeu a semelhança do zunido de uma vespa e decidiu batizar a moto com o nome do inseto.

 

Crédito: Máquina Cohn & Wolfe