Yamaha é destaque da última rodada

Ferrandis, eleito o novato do ano, Nichols e Cooper são coroados campeões

Yamaha é destaque da última rodada
Foto: AMA Supercross






450CC - Ferrandis é eleito o novato do ano em Salt Lake City

 

Dylan Ferrandis da Monster Energy Star Yamaha Racing fechou um sólido primeiro ano na classe Monster Energy AMA Supercross Championship 450, ganhando o AMA Rookie of the Year e terminando perto do pódio em quarto lugar no Rice-Eccles Stadium em Salt Lake City. Saindo de seu primeiro pódio na carreira, Malcolm Stewart seguiu em frente com outra grande corrida para terminar em quinto. Aaron Plessinger fechou a temporada com uma nota positiva, terminando o Evento Principal em oitavo. O trio de Plessinger, Stewart e Ferrandis terminou em quinto, sexto e sétimo na classificação do campeonato, respectivamente.

A rodada final começou com uma surpresa especial, pois Ferrandis foi premiado com o AMA Rookie of the Year para a classe 450. Ele provou que era digno do reconhecimento com uma corrida de quarto lugar para fechar a temporada. Ele teve uma ótima largada, mas foi ligeiramente empurrado para sair em sexto. Ele teve alguns riscos, mas quando finalmente se acomodou, ele começou a fazer passes e encontrou o seu caminho para terminar perto do pódio em quarto lugar. Ferrandis fechou o ano com uma impressionante sétima pontuação.

Depois de ganhar seu primeiro pódio no fim de semana passado, era óbvio que Stewart estava rodando com ainda mais confiança na noite de sábado. Ele largou bem em 10º e rapidamente avançou para a frente. Na sétima volta ele estava em sétimo, mas ainda não tinha terminado, agarrando mais duas posições no final de 29 voltas para terminar em quinto na noite. Ele terminou em sexto geral nos pontos, o melhor da carreira.

Como Stewart, Plessinger reuniu sua melhor temporada geral a bordo da Monster Energy Star Yamaha Racing YZ450F. A corrida de sábado foi desafiadora; um ótimo começo na quinta, mas a alta elevação de Salt Lake City acabou cobrando seu preço. Ele se segurou o melhor que pôde, terminando em um respeitável oitavo lugar. Plessinger terminou em quinto na classificação geral do campeonato, o melhor da carreira para o nativo de Ohio.

O encerramento de uma série traz a expectativa de outra, já que a equipe Monster Energy Star Yamaha Racing se prepara para a rodada de abertura do Lucas Oil Pro Motocross Championship. A abertura da temporada acontecerá em 29 de maio no Fox Raceway em Pala, Califórnia.

Jeremy Coker, Gerente de equipe Monster Energy Star Yamaha Racing 450: “No geral, esta noite foi boa. Não estamos correndo uma classe fácil com muitos campeões, e a galera mostrou mais uma vez que dá para fazer. No geral, a temporada foi boa. Vamos baixar a cabeça para estarmos prontos para a temporada ao ar livre e voltar para a temporada de supercross do próximo ano ainda mais preparados para mostrar a eles o que temos”.

Dylan Ferrandis: “A corrida foi extremamente difícil. Não sei por que, mas me senti um pouco mais cansado em comparação com a semana passada. A pista era muito complicada e cometi alguns erros, mas dei tudo o que tinha. Estou um pouco decepcionado por não terminar na caixa, mas ainda é um bom resultado e foi um bom final de temporada com dois quartos”.

Malcolm Stewart: “Lutei um pouco no início do dia, mas a equipe trabalhou muito e mudamos tudo no que diz respeito ao Evento Principal. Olhando para trás, para a temporada como um todo, eu tive uma ótima corrida e sou mais do que abençoado por ter essa equipe para me apoiar. Conseguimos um pódio e tiramos isso da lista e terminamos a temporada com cinco primeiros e fizemos uma boa sequência. Temos algumas coisas para trabalhar, mas me sinto muito bem no geral neste ano”.

Aaron Plessinger: “Minha noite começou um pouco lenta. A qualificação não correu como eu queria, mas fizemos algumas alterações e isso pareceu ajudar muito. Tive uma boa largada no principal, mas meu corpo meio que estagnou no meio da corrida. Em comparação com os últimos dois anos, esta temporada foi muito melhor. Acho que no ano passado fui 11º geral e este ano fui 5º, então foi uma grande reviravolta. Não posso agradecer a toda a equipe o suficiente. Estou pronto para o que vem por aí com o ar livre e para mostrar a todos o que temos”.

  

250CC - Nichols e Cooper coroados campeões da Monster Energy Star Yamaha Racing

 

Colt Nichols e Justin Cooper, da Monster Energy Star Yamaha Racing, fecharam o Campeonato Monster Energy AMA Supercross com corridas sólidas rumo aos seus respectivos títulos profissionais no Rice-Eccles Stadium em Salt Lake City. Pela primeira vez desde 2012, os títulos 250SX Leste e Oeste foram atribuídos à mesma equipe, um grande feito para a equipe Monster Energy Star Yamaha Racing. Nichols coroou seu ano de sucesso ganhando seu nono pódio consecutivo com um segundo, enquanto Cooper manteve um bom ritmo ao longo da corrida para levá-lo para casa em nono. O companheiro de equipe Jarrett Frye ficou em 13º.

O Oklahoman teve uma temporada que foi toda sobre consistência, tornando-se o primeiro piloto desde 2015 a terminar no pódio em todas as rodadas. Nichols deu um bom show para a multidão no sábado à noite em Utah ao se lançar para o holeshot e liderar o campo nos primeiros 12 minutos da corrida. Ele passou para o segundo lugar a apenas algumas voltas do fim e foi capaz de se manter no segundo lugar e reivindicar o Campeonato Regional Oriental 250SX.

Cooper começou a noite com uma corrida de classificação difícil que o viu voltar do último para o oitavo lugar. Embora sua escolha de portão não fosse grande, ele ainda foi capaz de contornar a primeira volta entre os 10 primeiros. Cooper sabia que não precisava estar na frente para conquistar o título e manteve um bom ritmo para terminar a noite em nono, conquistando o campeonato Western Regional 250SX.

Como Cooper, Frye teve uma corrida de calor difícil e uma escolha de portão igualmente difícil. Ele contornou a primeira volta do Evento Principal em 13º e estava abrindo caminho, porém, ele teve  problemas, mas foi capaz de encerrar a temporada com um 13º lugar.

A equipe Monster Energy Star Yamaha Racing terá algumas semanas para se preparar para o Lucas Oil Pro Motocross Championship, que começa em 29 de maio no Fox Raceway em Pala, Califórnia.

Wil Hahn, Gerente de equipe Monster Energy Star Yamaha Racing 250: “Que ano. É muito difícil colocar em palavras agora. Já faz um bom tempo que ambos os campeonatos foram para uma só equipe. Estou muito orgulhoso de toda a nossa equipe. Não posso nem mencionar todo mundo porque há tantas pessoas que trabalham muito”.

Colt Nichols: “Teria sido bom conseguir a vitória, mas não posso reclamar do segundo lugar. Acho que posso ser a única pessoa a estar no pódio em todas as nove rodadas, então estou feliz com isso. Eu estive fora o dia todo. Eu realmente não consegui me soltar, mas parabéns para a equipe porque eles sabiam exatamente o que fazer com a moto para me deixar confortável. Consegui fazer uma boa largada e liderar algumas voltas e tive uma batalha divertida com os irmãos Lawrence. É uma sensação incrível (ganhar o campeonato). Eu realmente nunca estive em posição de ser um candidato no passado e este ano me coloquei em uma boa posição. É um sonho que se tornou realidade”.

Justin Cooper: “Honestamente, não foi muito bem esta noite e o show noturno pareceu um pouco como um desastre. Eu apenas fiquei no meio do pacote e sabia o que tinha que fazer para trazê-lo para casa. Foram 15 minutos longos. Eu sabia onde estava. Eu tinha vencido corridas, mas era muito diferente. Eu realmente não sabia o que sentir. Isso vai afundar nos próximos dias e eu sei que vai ser bom”.

 

Crédito: Yamaha Racing